Levantado alerta de tsunami após sismo de magnitude 7,7 ao largo da Rússia

| Mundo

O alerta de tsunami que tinha sido emitido hoje em algumas partes do Pacífico na sequência de um sismo de 7,7 ao largo da Rússia, foi entretanto levantado, informaram as autoridades.

O Centro de Alertas de Tsunami do Pacífico tinha informado antes que as ondas não deveriam exceder os 0,3 metros acima do nível da maré alta na costa da região em estado de alerta, da Rússia ao Havai.

O alerta foi, no entanto, rapidamente levantado, com as autoridades a não prever um "tsunami destruidor no Pacífico" e sublinhando que o estado norte-americano do Havai não estava ameaçado.

"Variações menores do nível do mar poderão ocorrer em algumas zonas costeiras nas próximas horas", informou.

O sismo foi registado a 11,7 quilómetros de profundidade, pelas 23:34 GMT de segunda-feira (00:34 de hoje em Lisboa), a 199 quilómetros a leste de Nikolskoye, na Rússia, sgundo o Centro Geológico dos Estados Unidos (USGS na sigla em inglês).

Tópicos:

Alertas Tsunami,

A informação mais vista

+ Em Foco

Os portugueses escolhem os seus representantes locais a 1 de outubro. Acompanhe aqui a campanha, os debates e toda a informação sobre as eleições Autárquicas.

    A Alemanha foi a votos com uma economia próspera. O reverso da medalha é a degradação de condições sociais para uma parte significativa da população.

      Em entrevista exclusiva ao "Olhar o Mundo" aquele que já foi o mais novo primeiro-ministro da União Europeia (2014-2016) aconselha Portugal a apostar nas novas tecnologias e na juventude do país.

      O ímpeto independentista ganhou força, motivado pela crise e pelas divergências em relação ao Estatuto da Autonomia da Catalunha.