Levantado alerta de tsunami após sismo de magnitude 7,7 ao largo da Rússia

| Mundo

O alerta de tsunami que tinha sido emitido hoje em algumas partes do Pacífico na sequência de um sismo de 7,7 ao largo da Rússia, foi entretanto levantado, informaram as autoridades.

O Centro de Alertas de Tsunami do Pacífico tinha informado antes que as ondas não deveriam exceder os 0,3 metros acima do nível da maré alta na costa da região em estado de alerta, da Rússia ao Havai.

O alerta foi, no entanto, rapidamente levantado, com as autoridades a não prever um "tsunami destruidor no Pacífico" e sublinhando que o estado norte-americano do Havai não estava ameaçado.

"Variações menores do nível do mar poderão ocorrer em algumas zonas costeiras nas próximas horas", informou.

O sismo foi registado a 11,7 quilómetros de profundidade, pelas 23:34 GMT de segunda-feira (00:34 de hoje em Lisboa), a 199 quilómetros a leste de Nikolskoye, na Rússia, sgundo o Centro Geológico dos Estados Unidos (USGS na sigla em inglês).

Tópicos:

Alertas Tsunami,

A informação mais vista

+ Em Foco

O homem que se deixa guiar mais pela racionalidade e disciplina considera que chegou o momento de “mobilizar os portugueses e com eles restabelecer a confiança num futuro melhor”.

    Na hora da despedida da liderança social-democrata, as juventudes partidárias olham para o legado do ex-primeiro-ministro, com uma pergunta em mente: se Portugal não falhou, o que dizer de Pedro Passos Coelho?

      Em entrevista ao programa Visão Global da Antena 1, o ministro dos Negócios Estrangeiros reforça o apoio ao diálogo político na Venezuela e falou sobre as relações entre Portugal e Angola.

      O ministro da Administração Interna garante em entrevista à Antena 1 que não será "nem para o ano, nem daqui por dois" que ser resolve o problema dos incêndios em Portugal.