Levantado alerta de tsunami após sismo de magnitude 7,7 ao largo da Rússia

| Mundo

O alerta de tsunami que tinha sido emitido hoje em algumas partes do Pacífico na sequência de um sismo de 7,7 ao largo da Rússia, foi entretanto levantado, informaram as autoridades.

O Centro de Alertas de Tsunami do Pacífico tinha informado antes que as ondas não deveriam exceder os 0,3 metros acima do nível da maré alta na costa da região em estado de alerta, da Rússia ao Havai.

O alerta foi, no entanto, rapidamente levantado, com as autoridades a não prever um "tsunami destruidor no Pacífico" e sublinhando que o estado norte-americano do Havai não estava ameaçado.

"Variações menores do nível do mar poderão ocorrer em algumas zonas costeiras nas próximas horas", informou.

O sismo foi registado a 11,7 quilómetros de profundidade, pelas 23:34 GMT de segunda-feira (00:34 de hoje em Lisboa), a 199 quilómetros a leste de Nikolskoye, na Rússia, sgundo o Centro Geológico dos Estados Unidos (USGS na sigla em inglês).

Tópicos:

Alertas Tsunami,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 260 episódios, o projeto chegou às mais diversas áreas: saúde, engenharias, astronomia, tecnologia, química, história, filosofia, desporto ou geografia.

Foi considerado o “pior dia do ano” em termos de fogos florestais, com a Proteção Civil a registar 443 ocorrências. Morreram 45 pessoas. Perto de 70 ficaram feridas. Passou um mês desde o 15 de outubro.

    Todos os anos as praias portuguesas são utilizadas por milhões de pessoas de diferentes nacionalidades e a relação ambiental com estes espaços não é a mais correta.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.