Nova vacina contra ébola desenvolvida no Canadá com resultados promissores

| Mundo

Uma nova vacina experimental contra o vírus ébola demonstrou eficácia até seis meses depois de ser administrada a um grupo de voluntários, anunciaram hoje investigadores canadianos, num artigo publicado no boletim da associação de médicos do Canadá.

Os testes clínicos envolveram 40 voluntários saudáveis que foram inoculados com a vacina, e que seis meses depois continuam a apresentar níveis altos de anticorpos contra a doença que tem ressurgido em África.

"Os resultados deste teste são positivos e muito promissores. A vacina foi bem tolerada pelos participantes e não foram identificados problemas de segurança", afirmou May ElSheriff, do Centro Canadiano de Vacinologia, em Halifax.

A persistência do vírus "sublinha a importância de continuar os esforços e colaborações que possam levar a vacinas contra o Ébola licenciadas que possam proteger humanos e prevenir ou controlar surtos no futuro", afirmam os autores da pesquisa, baseados no Canadá e nos Estados Unidos.

A febre hemorrágica provocada por este vírus é extremamente contagiosa e o período de incubação do vírus Ébola é de 21 dias.

Entre o final de 2013 e 2016, a epidemia de ébola na África Ocidental provocou mais de 11.300 mortos em 29.000 casos recenseados.

 

Tópicos:

Canadiano Vacinologia,

A informação mais vista

+ Em Foco

No 20.º aniversário da Exposição Universal sobre os Oceanos, a Antena 1 e a RTP estiveram à conversa com alguns dos protagonistas do evento.

    Um dos mais conceituados politólogos sul-coreanos revelou à RTP o modo de pensar e agir de Pyongyang.

    Portugal foi oficialmente um país neutro na 2ª guerra Mundial. Mas isso não impediu que quase mil portugueses tivessem sido deportados, feitos prisioneiros ou escravos pelos nazis.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.