Penas de morte e execuções baixaram em 2017

| Mundo
Penas de morte e execuções baixaram em 2017

Foto: Reuters

As sentenças de pena de morte e execuções baixaram, em 2017, quatro por cento em relação ao ano anterior, mas continuam a ter lugar nos mesmos 23 países.

Os números constam do relatório anual da Amnistia Internacional sobre sentenças de morte e execuções, em todo o mundo, mas onde não é feita referência quer à Síria, quer à China.

A África Subsariana destaca-se num mundo onde perto de 22 mil pessoas estão sob sentença de pena de morte como nos conta a jornalista Ana Jordão.

No Botswana, Indonésia, Nigéria, Sudão e Taiwan a Amnistia Internacional não registou execuções em 2017.

A informação mais vista

+ Em Foco

Neste Manual do Brexit, explicamos em 12 pontos o que está em causa e os cenários que se colocam. A votação do acordo em Londres acontece esta terça-feira.

    Rosa Luxemburgo, "uma das melhores cabeças do socialismo internacional", foi assassinada há 100 anos.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

        Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.