Protesto contra lei da extradição em Hong Kong à frente do Departamento de Justiça

| Mundo

Um pequeno grupo de manifestantes contra a legislação que alegam reduzir a independência judicial de Hong Kong promovem hoje um protesto à frente do Departamento de Justiça da ex-colónia britânica, agora administrada pela China.

A ação é promovida num momento em que a chefe do Governo de Hong Kong, Carrie Lam, não aparece em público há mais de uma semana.

Milhares de pessoas participaram numa manifestação na noite de quarta-feira, durante a qual pediram aos líderes mundiais para discutirem esta matéria polémica na cimeira do G20, na cidade japonesa de Osaka, onde vão estar reunidos, entre outros, os Presidentes da China e dos Estados Unidos.

Algumas dezenas de manifestantes concentraram-se à frente do Departamento de Justiça, como parte de uma série de ações que visam a sede da polícia e instalações do Governo com o objetivo de reforçar a exigência de cancelamento da lei da extradição.

As emendas à lei propostas pelo Governo de Hong Kong permitiriam extraditar suspeitos de crimes para jurisdições com as quais o território não possui acordos prévios, como é o caso da China continental.

Tópicos:

Hong Kong,

A informação mais vista

+ Em Foco

Pela primeira vez desde que assumiu o mandato, o secretário-Geral da ONU fala abertamente à RTP dos principais conflitos globais.

É até hoje a mais icónica das aventuras da exploração espacial. Há 50 anos, o Homem chegava à Lua à boleia da NASA. Percorrermos aqui todos os detalhes da missão, dia a dia.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.