Queda de árvore mata cinco pessoas numa ilha da Guiné-Bissau

| Mundo

A queda de um poilão (árvore de grande porte) num povoado na ilha de Caravela, no sul da Guiné-Bissau, matou cinco pessoas, disse hoje à Lusa Abdulai Silá, administrador do setor.

De acordo com o administrador, a mais alta autoridade do Estado no local, a árvore caiu em cima de jovens que se encontravam a assistir a uma manifestação cultural na ilha.

Há receios de que "algumas pessoas possam estar debaixo do poilão", indicou Abdulai Silá, pedindo socorro a partir de Bissau, já que na ilha não existem serviços dos bombeiros.

Seis outras pessoas ficaram feridas, das quais cinco estão a precisar de assistência médica urgente, precisou o administrador, que acrescentou ter informações de que uma equipa da Proteção Civil está a caminho da ilha.

Caravela é uma ilha situada no extremo sudeste da Guiné-Bissau, junto ao oceano atlântico.

A Guiné-Bissau tem sido fustigada nos últimos tempos por chuva intensa, ventos fortes e inundações, que já provocaram quedas de casas e árvores e fizeram centenas de desalojados.

A informação mais vista

+ Em Foco

O vice-presidente do Brasil assegura que a democracia brasileira nunca esteve tão forte como agora. Entrevista exclusiva à RTP.

Em entrevista exclusiva aos enviados especiais da RTP, o cardeal Baltazar Porras declara apoio ao autoproclamado presidente interino, Juan Guaidó.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.