Altice Portugal desistiu de enterrar mil quilómetros de cabos de telecomunicações em zonas de risco de incêndio

por RTP

A Altice Portugal desistiu de enterrar mil quilómetros de cabos de telecomunicações em zonas de risco de incêndio e acusa a IP-Telecom de falta de ação neste processo.

A Altice alega que faltam as condições necessárias para cumprir o contrato e que há vários obstáculos colocados pela Infraestruturas de Portugal.

O objetivo deste protocolo, que surgiu após os incêndios de 2017 em Pedrogão Grande, era enterrar os cabos áereos de comunicações, através do canal técnico rodoviário, até ao final de 2019.

Em comunicado, o Governo reage com surpresa a esta decisão, diz que no passado dia 8 foi possível chegar a acordo entre as partes e que foram ultrapassadas divergências em matérias de custos e condições de implementação do protocolo.

Adianta o Ministério das Infraestruturas que ainda espera que a Altice assine o acordo que fechou há cerca de duas semanas.