Ambiente dá luz verde ao furo de prospeção de petróleo em Aljezur

| País
Ambiente dá luz verde ao furo de prospeção de petróleo em Aljezur

A ver: Ambiente dá luz verde ao furo de prospeção de petróleo em Aljezur

O furo de prospeção de petróleo ao largo de Aljezur não vai necessitar de um estudo de impacte ambiental. A decisão foi anunciada pela Agência Portuguesa do Ambiente.

O Governo não vai aprovar até ao fim da legislatura mais nenhuma licença para as explorações de petróleo.

O consórcio ENI/GALP prevê iniciar a pesquisa na bacia do Alentejo entre setembro e outubro.

A Agência Portuguesa do Ambiente decidiu que não é necessário um estudo de impacto ambiental por ser um furo de prospecção, o que vai ser realizado pelo consórcio ENI/GALP ao largo de Aljezur.

O Governo sublinha que, se for encontrado petróleo, haverá obrigatoriamente uma avaliação do impacto ambiental antes de avançar qualquer exploração comercial.

Augusto Santos Silva, primeiro-ministro em exercício, reafirmou o compromisso do governo em tornar o país neutro em carbono até 2050.

Justificou a autorização para este furo de prospeção com o cumprimento de contratos firmados por anteriores governos
Mas tão cedo não haverá novas pesquisas, por decisão do executivo.

O consórcio entre os italianos da ENI e a Galp prevê começar os trabalhos entre setembro e outubro - uma atividade que tem tido muita oposição, das populações e autarquias mas também a nivel político.
O BE considerou inaceitável a dispensa de estudo de impacto ambiental para este furo de prospeção.

A informação mais vista

+ Em Foco

No 20.º aniversário da Exposição Universal sobre os Oceanos, a Antena 1 e a RTP estiveram à conversa com alguns dos protagonistas do evento.

    Um dos mais conceituados politólogos sul-coreanos revelou à RTP o modo de pensar e agir de Pyongyang.

    Portugal foi oficialmente um país neutro na 2ª guerra Mundial. Mas isso não impediu que quase mil portugueses tivessem sido deportados, feitos prisioneiros ou escravos pelos nazis.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.