Mais de 100 ocorrências. Mau tempo causa inundações no Algarve

por RTP
Os distritos de Faro e Beja estão sob aviso laranja devido à chuva forte RTP

A chuva intensa que se está a abater sobre o sul do país provocou esta segunda-feira inundações no Algarve. Em Quarteira, a subida da água deixou automóveis praticamente submersos e em Faro, a cidade mais atingida, a Proteção Civil registou perto de 60 ocorrências. Os distritos de Faro e Beja estão sob aviso laranja, o segundo mais grave na escala do Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

Esta manhã, a equipa de reportagem da RTP testemunhou os esforços dos comerciantes de Faro para retirarem a água acumulada no interior dos seus estabelecimentos.

As inundações ocorreram num curto espaço de tempo.
Pelas 11h00, haviam já sido registadas 59 ocorrências na capital de distrito causadas pela chuva intensa, que começou a cair a partir das 7h00. As inundações atingiram não só espaços comerciais, mas também garagens.

Ao todo, na região do Algarve, há registo de pelo menos 107 ocorrências.

Ouvido pela Antena 1, o comandante operacional distrital de Faro, Richard Marques, destacou duas situações de maior gravidade: o desabamento da fachada de um edifício devoluto em Faro e a queda de um raio num hotel em Montegordo, que provocou um incêndio.
Os distritos de Faro e Beja encontram-se esta segunda-feira sob aviso laranja devido à chuva forte.O aviso laranja aponta para um quadro meteorológico de risco moderado a elevado. O aviso amarelo é emitido pelo IPMA sempre que se verifica uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

A Proteção Civil recomenda a desobstrução de sistemas de escoamento, a fixação de estruturas soltas, particular atenção à circulação em zonas com árvores, pela possibilidade de queda e quebra de ramos, especial cuidado junto a zonas ribeirinhas, adoção de uma condução defensiva e não atravessar zonas inundadas.

A estrutura alertou, em comunicado, para a possibilidade de cheias por transbordo de cursos de água, deslizamentos de terras por “instabilidade de vertentes” que podem ser potenciados pelos efeitos de incêndios florestais, arrastamento para as estradas de objetos soltos, desprendimento de estruturas móveis e formação de lençóis de água.

O mau tempo em Beja e Faro deverá começar a perder força a partir das 15h00. O aviso para estes distritos passa então a amarelo - pelo menos até às 18h00.

O IPMA prevê para esta segunda-feira períodos de chuva ou aguaceiros, mais frequentes e intensos na região Sul, com possibilidade de ocorrência de trovoada e vento fraco a moderado - até 30 quilómetros por hora - do quadrante leste, sendo moderado a forte - 30 a 40 quilómetros por hora - do quadrante sul na região Sul até ao meio tarde, e nas terras altas, com rajadas de até 70 quilómetros por hora.

c/ Lusa
pub