DGS admite aumento de doenças sexualmente transmissíveis

| País
DGS admite aumento de doenças sexualmente transmissíveis

Reuters

A Direção Geral de Saúde admite um aumento de casos de doenças sexualmente transmissíveis nos últimos 10 anos. São cada vez mais notificados casos de gonorreia, clamídia e sífilis. As três doenças de declaração obrigatória.

A chefe de divisão de epidemiologia da Direção Geral de Saúde, Rita Sá Machado garante que a situação está a ser acompanhada.

Para avaliar a situação, este aumento do número de casos de doenças sexualmente transmissíveis foi criado um grupo de trabalho. Um grupo de peritos nesta área para aconselhar a DGS.

No espaço de um ano os casos de gonorreia e clamídia em Portugal quase que duplicaram em comparação com o ano anterior.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

Em Pedrógão Grande, dois anos depois dos incêndios, quase só os estrangeiros são atraídos para a região.

Uma equipa da RTP acompanhou o curso dos novos seguranças pessoais, "sombras" de quem protegem.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.