Final da Taça de Portugal. "Naturalmente estarei lá com muito gosto", diz o PM

| País

Imagem de arquivo
|

O primeiro-ministro espera que a final da Taça de Portugal se realize "no local próprio, no dia próprio, à hora própria". "Naturalmente", acrescentou António Costa, "estarei lá com muito gosto".

Questionado sobre os acontecimentos dos últimos dias, que envolvem o Sporting, um dos finalistas da Taça de Portugal, que joga com o Desportivo das Aves, o primeiro-ministro afirmou que "espera que tudo possa decorrer com toda a normallidade".


António Costa disse que as "autoridades policiais e judiciais estão a fazer o seu trabalho, estão a tratar do que têm de tratar" para que a final aconteça, como esperado, este domingo.

O primeiro-ministro adiantou ainda que o Governo tem "mantido um contacto permanente com a Federação Portuguesa de Futebol. O meu desejo é que haja condições para no Jamor se realizar com total normalidade a final da Taça".

António Costa acrescentou no entanto que, caso necessário, "há uma panóplia de outras medidas para realizar. Desde a mudança de local à realização sem acesso do público. Agora eu acho que aquilo que devemos todos trabalhar... os desportistas são jogadores, merecem que a final se realize. Os adeptos do Desportivo das Aves e do Sporting merecem que tudo se realize com total normalidade. E as pessoas que gostam de futebol desejam que isso aconteça".

Para o primeiro-ministro seria "um enorme tristeza que a final da Taça de Portugal não tivesse lugar no local próprio, no dia próprio, à hora própria. Naturalmente estarei lá com muito gosto".

Tópicos:

Taça de Portugal, António Costa,

A informação mais vista

+ Em Foco

Raptos e assassínios de opositores em países estrangeiros, levados a cabo pelos serviços secretos, têm um longo historial.

Logo após a recuperação das armas roubadas, o ex-chefe do Estado-Maior do Exército proibiu a PJ de entrar na base de Santa Margarida.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.

      Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.