Governo esconde ajustes diretos para meios aéreos de 2,5 milhões de euros

por RTP

O país está em risco elevado de incêndio mas a Proteção Civil vive dias de total desnorte. O Presidente da Autoridade, Joaquim Leitão, demitiu-se há mais de uma semana, mas o governo mantém-no em funções.

Enquanto os operacionais rezam para que não haja mais incêndios graves, o novo ministro da Administração Interna autorizou seis ajustes diretos para 17 meios aéreos.

Mas o governo preserva estes contratos em segredo. Mesmo assim, o Sexta às 9 descobriu que, nos últimos dez dias, a Proteção Civil gastou mais de dois milhões e meio de euros em meios aéreos extraordinários.

Apesar da insistência do Sexta às 9 durante dez dias, a ANPC só confirmou este gasto na noite desta sexta-feira. No entanto, não mostrou os contratos públicos que foram assinados.