Mais de mil profissionais com formação em primeiros socorros este ano no Algarve

| País

Mais de mil profissionais da hotelaria, comércio, serviços e autarquias no Algarve vão receber, este ano, formação em Suporte Básico de Vida (SBV) e Desfibrilhação Automática Externa (DAE), ao abrigo de um acordo que vai ser assinado na quarta-feira.

O projeto "Algarve Coração Seguro" visa implementar uma rede que, dentro de cinco anos, poderá abranger entre seis a sete mil profissionais de autarquias, hotéis, espaços comerciais e públicos da região, que passarão a estar habilitados a prestar primeiros socorros em situações de emergência, explicou à Lusa Nuno Marques.

O presidente do Centro Académico de Investigação e Formação Biomédica do Algarve - conhecido como Algarve Biomedical Center (ABC), a entidade que vai promover as ações formação - acredita que, através daquele rede, "rapidamente se possam estar a salvar vidas", tornando a região num dos destinos turísticos mais seguros da Europa.

"A ideia é conseguir implementar uma rede de forma coordenada com o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) para que se possa dar uma resposta muito rápida em caso de emergência", afirmou, observando que o INEM saberá onde estão os desfibrilhadores e as pessoas com formação específica para usá-los.

Além da formação a mais de mil pessoas prevista para ocorrer ainda durante este ano - número que poderá atingir entre seis a sete mil pessoas durante os cinco anos em que vigora o protocolo -, será ainda distribuído "um conjunto significativo" de equipamentos, observou o responsável pelo centro, criado há cerca de um ano.

O acordo de cooperação vai ser assinado pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve, a Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL), a Região de Turismo do Algarve (RTA), a Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA), a Associação Empresarial da região do Algarve (NERA) e a Associação dos Industriais Hoteleiros e Similares do Algarve (AIHSA).

Numa segunda fase, Nuno Marques quer estender as ações de formação à rede pública de transportes e ao Aeroporto Internacional de Faro, estando em curso negociações com as empresas que tutelam esses serviços.

De acordo com o presidente do Algarve Biomedical Center, o centro irá ministrar uma formação contínua aos profissionais abrangidos, durante os cinco anos em que vigora o protocolo.

O acordo será assinado na quarta-feira, às 15:00, numa unidade hoteleira em Albufeira, na presença do secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado.

Tópicos:

Biomédica, Hotéis Empreendimentos Turísticos, Industriais Hoteleiros Similares, Intermunicipal,

A informação mais vista

+ Em Foco

Na Grande Entrevista da RTP, o ministro João Matos Fernandes lamentou que os problemas ambientais sejam muitas vezes menorizados.

Foi considerado o “pior dia do ano” em termos de fogos florestais, com a Proteção Civil a registar 443 ocorrências. Morreram 45 pessoas. Perto de 70 ficaram feridas. Passou um mês desde o 15 de outubro.

    Todos os anos as praias portuguesas são utilizadas por milhões de pessoas de diferentes nacionalidades e a relação ambiental com estes espaços não é a mais correta.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.