Região Centro com nota máxima de Bruxelas em políticas de envelhecimento ativo

por Lusa

Coimbra, 18 set 2019 (Lusa) - A região Centro, representada pelo consórcio Ageing@Coimbra, é uma das 25 Regiões Europeias de referência para o Envelhecimento Ativo e Saudável, tendo sido reconhecida pela Comissão Europeia com a classificação máxima de 4 estrelas, foi hoje anunciado.

"Estas 25 regiões demonstraram a existência de estratégias abrangentes, através de modelos de inovação que envolvem a quádrupla hélice - academia, empresas, autoridades governamentais e sociedade civil - no desenvolvimento e adoção de práticas inovadoras para um envelhecimento ativo e saudável", revelou hoje a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC).

A presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, Ana Abrunhosa, sublinha que "na região Centro existe um ecossistema muito dinâmico na área do envelhecimento ativo e saudável, que envolve múltiplos atores e que vai desde a academia, à prestação de cuidados de saúde/sociais até ao empreendedorismo".

Abrunhosa acrescenta que "o reconhecimento da Comissão Europeia dá visibilidade ao que de bom se faz na região, incentiva a que se trabalhe cada vez mais em rede e responsabiliza a região a continuar no caminho de fazer cada vez mais e melhor numa área que nos toca a todos".

A região Centro foi reconhecida em 2013 pela Comissão Europeia como a primeira Região Europeia de Referência para o Envelhecimento Ativo e Saudável em Portugal, com duas estrelas, tendo conquistado a terceira estrela dois anos depois.

Este ano obteve a classificação máxima de quatro estrelas, "um reconhecimento da contínua qualidade das boas práticas na promoção do envelhecimento ativo e saudável por parte de muitos atores na região e a que o consórcio Ageing@Coimbra procura dar visibilidade, promover o trabalho em rede e a capacitação das instituições envolvidas", frisa a CCDRC.

O consórcio Ageing@Coimbra agrega cerca de 80 instituições da região Centro. Tem como missão "valorizar o papel do idoso na sociedade e a aplicação de boas práticas em prol do seu bem-estar geral e de um envelhecimento ativo e saudável".

O seu principal objetivo é melhorar a vida dos cidadãos idosos na região através de melhores serviços sociais e cuidados de saúde, assim como da criação de novos produtos e serviços inovadores e o desenvolvimento de novos meios de diagnóstico e terapêuticas.

O consórcio tem desenvolvido atividade em rede regional e europeia, "sendo fundamental na atração de projetos estratégicos como os projetos H2020 ERA Chair, MIA-Portugal e a comunidade da inovação e conhecimento EIT Health KIC", refere a CCDRC.

Tópicos