Seca agrava-se no país e atinge mais a agricultura

| País
Seca agrava-se no país e atinge mais a agricultura

A situação é crítica mas não vai faltar água nas torneiras. A garantia é do Governo que assume a preocupação com as dificuldades causadas pela seca.

Quase 79% de Portugal continental encontrava-se em julho em situação de seca severa e extrema, segundo o boletim climatológico do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, que caracterizou aquele mês como “quente e muito seco”.

O boletim disponível na página do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) na Internet indica que no final do mês de julho 78,8% de Portugal continental estava em seca severa (69,6%) e extrema (9,2%).

Entrevistado pela Antena 1, o secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, adianta que o abastecimento público não está perigo mas para a agricultura a situação é mais problemática.

De acordo com o boletim do IPMA, no final do mês de julho manteve-se a situação de seca meteorológica em quase todo o território de Portugal continental, verificando-se um desagravamento na região interior Norte e um agravamento no interior do Alentejo.

A informação mais vista

+ Em Foco

Abrir uma torneira e vê-la jorrar água. É um ato tão comum que nunca imaginamos um dia em que tal quadro possa desaparecer. Algo que está prestes a tornar-se realidade na África do Sul.

    Foram sinalizados casos de mutilação genital numa escola da Baixa da Banheira. Uma associação trabalha com turmas. Ainda há rapazes que defendem a "submissão" como "saudável".

      Eram muito jovens quando chegaram a Old Trafford. Há 60 anos o mundo chorou a perda de uma das melhores equipas de sempre em Inglaterra, treinada por Matt Busby.

        Uma caricatura do mundo em que vivemos.