Trabalhadores de limpeza no Hospital de São João reivindicam aumento do subsídio de alimentação

| País
Trabalhadores de limpeza no Hospital de São João reivindicam aumento do subsídio de alimentação

A ver: Trabalhadores de limpeza no Hospital de São João reivindicam aumento do subsídio de alimentação

Termina hoje a greve de trabalhadores de limpeza, no Hospital de S. João, no Porto. O sindicato diz que adesão ronda os 90%.

O protesto é pelo aumento do subsídio de alimentação. A administração garante que não está a ter impacto no funcionamento da unidade hospitalar.

Para além da greve, realizaram uma concentração à porta do Hospital. Os trabalhadores protestam porque querem que o subsídio de alimentação se fixe nos três euros e meio, já que atualmente recebem um euro e oitenta e cinco cêntimos.

Por isso organizaram uma greve de três dias. No fim de semana, dizem, rondou os setenta por cento. Hoje chegou aos noventa.

Acusam a empresa para a qual trabalham de falta de abertura negocial e dizem, ainda, que o Centro Hospitalar de São João, no Porto, desrespeitou um acordo feito em dezembro, perante uma ameaça de greve.

Acusam também a administração do Hospital de ter recorrido a outros funcionários para colmatar as falhas provocadas pela greve. E avançam com uma queixa junto da Autoridade para as Condições do Trabalho.

A informação mais vista

+ Em Foco

Uma sondagem da Universidade Católica aponta para o fim da hegemonia laranja na Madeira, apesar da vitória do PSD nas regionais (38%) do próximo domingo.

Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.