Autárquicas 2021.Santarém

por RTP
Imagem de drone RTP | Grafismo: RTP

Conheça os candidatos, os números do concelho e os resultados das últimas eleições autárquicas de 2017.

Na contagem decrescente para as Eleições Autárquicas, que terão lugar no final do mês de setembro, a RTP realiza um ciclo de 22 debates. Reveja aqui o debate de Santarém na íntegra.
Candidatos à Presidência da Câmara
Alexandre Narciso Paulo - CDS
O CDS-PP vai candidatar o presidente da concelhia de Santarém, Alexandre Paulo, 28 anos e técnico de recursos humanos à Presidência da Câmara Municipal de Santarém.

André Gomes - CDU
André Gomes é o candidato da Coligação Democrática Unitária (PCP-PEV). Médico de Saúde Pública de 30 anos, exerce funções na Unidade de Saúde Pública Lezíria, Santarém. Estuda canto lírico no Conservatório de Música de Santarém, é dirigente da Sociedade Recreativa e do Sindicato dos Médicos da Zona Sul.

O candidato é deputado da Assembleia Municipal de Santarém, da Assembleia de Freguesia do Vale de Santarém e da Assembleia da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo. Foi candidato da CDU pelo círculo eleitoral de Santarém às eleições legislativas de 2019. Militante do Partido Comunista Português desde 2015, membro da Comissão Concelhia de Santarém do PCP e da Direção da Organização Regional de Santarém do PCP.

Fabiola Cardoso - BE
Fabíola Cardoso tem 48 anos, é professora de Biologia e Geologia. É deputada do BE no Parlamento, eleita pelo distrito de Santarém, e foi deputada da Assembleia Municipal entre 2013 e 2017. Fabíola Cardoso tem um forte historial no activismo LGBTI+ em Portugal estando inclusive na génese da associação Clube Safo. Enquanto deputada eleita para a Assembleia da República, participa em Comissões de Assuntos Europeus, de Agricultura e Mar e de Ambiente e Ordenamento do Território.

Manuel Afonso - PS
O PS escolheu como cabeça de lista à Câmara de Santarém o deputado e antigo vereador, Manuel Afonso, de 70 anos. Técnico agrícola, foi vice-presidente da autarquia (2001-2005), deputado da Assembleia Municipal de Santarém, membro da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo e da União de Freguesias da Cidade de Santarém. Foi adjunto do Governador Civil de Santarém e coordenador da União Geral de Trabalhadores.

Em 2019, Manuel Afonso foi eleito Deputado à Assembleia da República onde integra as comissões de Agricultura e de Defesa Nacional. Fez toda a sua carreira profissional no Ministério da Agricultura.

Marcos Gomes - IL

Marcos Gomes, 24 anos, estudou na Escola Superior de Tecnologia e Gestão. É gestor de produto numa central de compras, em Alcanena, e está a tirar um mestrado em políticas locais.

Pedro Frazão - Chega
O médico veterinário Pedro dos Santos Frazão, 46 anos, mora em Cascais e é o candidato do Chega a Santarém, onde tem ligações familiares. É membro da direção nacional do partido num concelho em que André Ventura obteve dos melhores resultados nas presidenciais. Inscreveu-se como militante do Chega depois da eleição de André Ventura para o parlamento em 2019.

Licenciado e mestre em Medicina Veterinária, Pedro Frazão frequentou igualmente a licenciatura de Biologia Marinha e Pescas, e trabalhou no Zoomarine e como bolseiro no Woods Hole Oceanographic Institution, em Boston (EUA), trabalhando ainda na Direção de Serviços Veterinários da Região de Lisboa e Vale Do Tejo, foi professor e é veterinário no setor privado.

Ricardo Gonçalves - PSD

Ricardo Gonçalves, 46 anos, natural da freguesia de Azoia de Baixo, atual presidente da Câmara Municipal de Santarém. Licenciou-se em Economia, na Universidade Lusíada em Lisboa e realizou uma Pós-Graduação em Direito das Autarquias Locais no Instituto de Ciências Jurídico-Políticas da Faculdade de Direito de Lisboa.

Foi eleito Vereador da Câmara Municipal de Santarém em 2006, membro da Assembleia Municipal de Santarém entre 2002 e 2005. Em 2012 assume a Presidência da Câmara Municipal de Santarém para substituir o então presidente da autarquia Francisco Moita Flores e é eleito em 2013, cargo que exerce até ao momento. Exerce funções ligadas com o cargo de presidente da Câmara. É Presidente do Conselho Diretivo da A.D.S.A.I.C.A – Associação de Desenvolvimento das Serras de Aires e Candeeiros (desde 2015).

Rita Lopes - PAN

Rita Lopes, de 38 anos, docente de informática e robótica no 3.º ciclo, é a cabeça de lista do PAN – Pessoas-Animais-Natureza à Câmara e Assembleia Municipal de Santarém.
Santarém em números
População: 58 770 (- 4,8% em relação a 2011)
N.º de eleitores: 50 828
Desemprego: 4%
Setor com mais trabalhadores: Indústria (22,4%)
Rendimento médio mensal: 1 065€

Notas metodológicas: A RTP reuniu os dados de cada concelho no que diz respeito à população, rendimento médio mensal, setores dominantes na economia e taxa de desemprego. Para além dos concelhos capitais de distrito, damos destaque a outros quatro concelhos por decisão editorial. São eles: Almada, Amadora, Figueira da Foz e Odemira.
Nos casos de Odemira, Faro e Lisboa, por terem um número elevado de estrangeiros residentes, incluímos também a percentagem de cidadãos estrangeiros no total da população.
A nível da população, conta o número absoluto de pessoas apurado no Censos 2021 e a variação percentual em relação ao Censos anterior (2011). Já o número de eleitores diz respeito a junho de 2021, conforme consta em Diário da República n.º116/2021, Série de 2021-06-17.
Quanto ao rendimento médio mensal, contabiliza-se o valor em euros do rendimento dos trabalhadores por conta de outrem em 2019. Para efeitos de comparação, a média nacional era de 1.206€, mas apenas seis concelhos analisados igualam ou estão acima desse valor.
Em relação ao setor com mais trabalhadores, é apresentado nesta infografia o que obteve a percentagem mais elevada de respostas por concelho, ou seja, aquele que em cada concelho emprega mais pessoas. Os dados são relativos a 2019, mas refletem a tendência dos últimos anos.
Contamos ainda com os dados do desemprego, com a percentagem de desempregados inscritos no IEFP em 2020. Para comparação, a percentagem nacional foi de 5,8 por cento.
Por fim, lembramos também os resultados de há quatro anos, nas Eleições Autárquicas de 1 de outubro de 2017.
Fontes: INE, PORDATA, IEFP, Secretaria-Geral da Administração Interna

Tópicos
pub