Jerónimo promete guerra constitucional à legislação laboral

| Política
Jerónimo promete guerra constitucional à legislação laboral

Foto: Rui Minderico - Lusa

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, parte do "pressuposto de que o Presidente da República terá a consciência que, aliás como deputado constituinte que foi, salvaguarde e garanta a constituição laboral que ele próprio aprovou".

"Quando existem em cima da mesa propostas por parte do PS que já sofreram a derrota por inconstitucionalidade? que o Presidente da Republica, conhecedor da matéria, lave as mãos como Pilatos? obviamente, a fazê-lo, será um ato de desresponsabilização, não esquecendo que continuam a existir outras soluções para verificar da constitucionalidade ou inconstitucionalidade das leis", reforçou.

A informação mais vista

+ Em Foco

Meio século depois, o Parlamento soviético dos finais da Guerra Fria repudiou o Pacto. Decorridos mais 30 anos, Putin quer reabilitá-lo.

    A receita da venda desta madeira ultrapassará os 15 milhões de euros, que devem ser investidos na nova Mata do Rei.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.