Em direto
Euro2024. Assista ao Turquia - Portugal na RTP1

Legislativas 2022. Sondagem aponta para vitória socialista com 38% dos votos

por RTP
Tiago Petinga - Lusa

Se as eleições legislativas fossem hoje, o PS deveria conseguir 38% dos votos, seguido do PSD, com 32%. A estimativa é da Universidade Católica, que realizou uma sondagem para a RTP, Antena 1 e Público.

Ainda com base nesta sondagem, o Bloco de Esquerda e a CDU alcançariam, cada um, 6% dos votos. Empatados nos 5% estão o Chega e a Iniciativa Liberal.

Já o PAN consegue, segundo esta estimativa, 2% dos votos, assim como o CDS-PP.

O Livre conseguiria 1%, enquanto outros 3% dos votos iriam para outros partidos ou seriam nulos ou em branco.

A Católica calculou estes resultados eleitorais com base na intenção direta de voto de 1.238 inquiridos. Destes, 29% disseram pretender votar no PS, 23% no PSD, 4% no BE, 4% na DCU, 4% no Chega, 3% na IL, 2% no PAN, 1% no CDS-PP e menos de 1% no Livre.

Para chegar à sua estimativa, a Católica baseou-se nestas intenções de voto e redistribuiu os participantes indecisos com base em duas outras perguntas sobre intenção de voto.
Maioria dos inquiridos acredita na vitória socialista
Apesar das intenções de voto individuais, quando questionados sobre qual acham que será o partido mais votado a 30 de janeiro, 73% dos participantes responderam que será o PS.

Apenas 16% acreditam que será o PSD.

Onze por cento disseram não saber ou não quiseram responder, enquanto 0,1% responderam que será outro partido.
Mais de 70% dos inquiridos dizem querer votar
Apesar de não ser possível ainda prever o valor da abstenção nestas legislativas antecipadas, 72% dos participantes na sondagem da Universidade Católica para a RTP, Antena 1 e Público disseram ter a certeza de que iriam às urnas a 30 de janeiro.

Vinte por cento responderam que “em princípio” irão votar, enquanto apenas 6% não sabem se vão ou não votar nas legislativas deste ano.

Dois por cento dos inquiridos disseram ter a “certeza” de que não vão votar e 1% respondeu que não tencionaria fazê-lo.


Ficha Técnica:
Este inquérito foi realizado pelo CESOP – Universidade Católica Portuguesa para a RTP, Antena 1 e Público entre os dias 28 de dezembro de 2021 e 5 de janeiro de 2022. O universo alvo é composto pelos eleitores residentes em Portugal. Os inquiridos foram selecionados aleatoriamente a partir de uma lista de números de telemóvel, também ela gerada de forma aleatória. Todas as entrevistas foram efetuadas por telefone (CATI). Os inquiridos foram informados do objetivo do estudo e demonstraram vontade de participar. Foram obtidos 1238 inquéritos válidos, sendo 46% dos inquiridos mulheres, 32% da região Norte, 19% do Centro, 36% da A.M. de Lisboa, 7% do Alentejo, 3% do Algarve, 1% da Madeira e 2% dos Açores. Todos os resultados obtidos foram depois ponderados de acordo com a distribuição da população por sexo, região e voto nas legislativas de 2019. A taxa de resposta foi de 32%. A margem de erro máximo associado a uma amostra aleatória de 1238 inquiridos é de 2,8%, com um nível de confiança de 95%.
Tópicos
pub