PSD/Vila do Conde atravessa a pé foz do rio Ave vincando problema do assoreamento

| Política

A Comissão Política do PSD de Vila do Conde alertou hoje para o "grave problema" do assoreamento na foz do rio Ave, fazendo a pé, pela água, a travessia entre as duas margens.

Com esta iniciativa, os social-democratas vila-condenses quiseram provar que a navegabilidade na barra local, que dá acesso ao porto de pesca, à marina e aos estaleiros navais existentes, é "praticamente impossível", exigindo medidas para resolver a situação.

"Muitos poderão dizer que esta Comissão Política é milagreira por fazer esta travessia a pé e pela água, mas não somos. O que fica provado é que são precisas políticas de médio e longo prazo para resolver esta questão do assoreamento", começou por dizer Miguel Pereira, líder do PSD/Vila do Conde.

O dirigente lembrou que esta é, sobretudo, uma questão de "segurança para os pescadores", que estão privados de usar o porto de pesca vila-condense regularmente, mas vincou também que a resolução do problema é "fundamental" para outros agentes da economia local.

"Atualmente, é quase impossível passar a barra, e além dos pescadores, temos os estaleiros navais, o turismo e a vertente desportiva que sofrem com a pouca navegabilidade do rio. É preciso políticas que contribuam para o futuro do concelho", acresceu Miguel Pereira.

Segundos os responsáveis do PSD/Vila do Conde, as dragagens de emergência feitas anteriormente "não foram suficientes", alertando ainda para o problema da erosão da orla costeira.

"Não é estarmos à espera que haja uma urgência para se investir cerca de 485 mil euros e tirar pouco mais de 45 mil metros cúbicos de areia, que, ainda por cima, vão ser depositados longe das praias, não travando a erosão costeira que é evidente nas freguesias de Árvore, Azurara e Mindelo", reiterou Miguel Pereira.

Para o dirigente social-democrata, a Câmara Municipal de Vila do Conde "poderia ter um envolvimento maior nesta questão", recordando que, numa recente visita da Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, ao concelho, "não houve qualquer referência a este problema".

"É preciso haver uma conjugação de esforços, nomeadamente com os concelhos vizinhos, para que haja uma draga em permanência na Póvoa de Varzim e Vila do Conde. É uma questão de segurança. A qualquer momento os barcos podem encalhar", alertou Miguel Pereira.

O líder dos social-democratas vila-condenses garantiu que vai levar a questão "às entidades competentes e também à Assembleia da República".

JPYG // MCL

 

Tópicos:

Póvoa,

A informação mais vista

+ Em Foco

Apresentamos aqui o perfil dos cabeças de lista e cinco prioridades de ação por partido para o Parlamento Europeu.

    Debates, perfis, notícias da campanha. Toda a informação sobre as Eleições Europeias de 2019, que se realizam a 26 de maio.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

        Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.