Voto dos emigrantes obriga a adiar tomada de posse do Governo

por RTP

O PSD apresentou uma reclamação sobre a forma como foram apurados os votos dos emigrantes. Por causa disso, a publicação dos resultados foi suspensa até o Tribunal Constitucional avaliar a queixa.

Fica tudo parado à espera da decisão do Tribunal Constitucional. A publicação dos resultados eleitorais ia ser feita esta sexta-feira mas uma reclamação do PSD suspendeu o processo.

Em causa está a forma como os votos dos emigrantes foram contabilizados.

A lei obriga a que cada eleitor, residente no estrangeiro, envie cópia do documento de identificação no mesmo subscrito em que coloca este envelope verde com o voto.

Mas muitos eleitores não o fizeram e esse voto foi considerado nulo. O envelope nem sequer foi aberto.

O PSD estima que sejam 27 mil e defende que esses votos entrem nas contas da abstenção.

A reclamação não altera os resultados, nem a distribuição de deputados mas já adiou a tomada de posse.

Era a previsão do Presidente mas agora os prazos mudam.

Até às 9 da manhã de segunda-feira, o Tribunal Constitucional vai consultar os partidos e depois tem mais 48 horas para decidir se a reclamação do PSD é válida.

E disso depende a data da tomada de posse dos deputados e do Governo.