António Rendas deixa a presidência do Conselho de Reitores

| País

António Rendas é reitor da Universidade Nova de Lisboa desde 2007, foi diretor da Faculdade de Ciências Médicas durante dez anos
|

António Rendas abandonou a presidência do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas durante um plenário do Conselho de Reitores. O reitor da Universidade Nova de Lisboa justifica a sua decisão com a necessidade de se dedicar mais à sua universidade.

Segundo o Diário Económico, que avançou esta quarta-feira com a notícia da demissão de António Rendas, “a decisão foi comunicada como inabalável e resultante de uma longa reflexão aos reitores presentes”.

O reitor da Universidade de Lisboa deixa assim o cargo a meio do seu segundo mandato, que terminaria apenas em 2016. Afirma que a “decisão não resulta de qualquer conflito com o Governo, mas sim com a vontade de se dedicar mais tempo à sua universidade Nova quando faltam três anos para terminar o seu mandato como reitor da Nova”.

A reunião do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas para eleger o novo presidente do organismo está agendada para outubro.

Em novembro do ano passado, António Rendas ameaçara demitir-se caso o Governo não repusesse os cortes orçamentais. Na altura, o Ministério das Finanças desbloqueou a verba reclamada pelas universidades e o presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas manteve-se no cargo.

Em junho passado António Rendas suspendeu as colaborações com o Governo, sem no entanto colocar o seu cargo à disposição.

Rendas é reitor da Universidade Nova de Lisboa desde 2007 e foi diretor da Faculdade de Ciências Médicas durante dez anos. É doutorado pela Universidade de Londres e investigador da Escola Médica de Harvard, nos Estados Unidos.
Nova de Lisboa entre as 50 melhores
A Universidade Nova de Lisboa subiu dez lugares, ocupando a 36ª posição no ranking QS Top Under 50 que classifica as 50 melhores universidades do mundo com menos de 50 anos, sendo a única instituição portuguesa de Ensino Superior a constar da lista.

A Universidade Nova de Lisboa considera o ranking um dos mais importantes para as universidades mundiais com menos de 50 anos, e avalia o desempenho com base noutra classificação, o QS World University Rankings 2014, que lista anualmente as melhores universidades mundiais, partindo de critérios como o número de citações obtidas pelas publicações cientificas ou a internacionalização de alunos e professores.

No QS World University Rankings 2014, a Nova subiu 41 lugares, ocupando a 312ª posição entre 863 universidades.

Tópicos:

Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, Universidade Nova de Lisboa, António Rendas,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      A menos de 100 quilómetros da fronteira com a Síria, a cidade turca de Gaziantep é uma terra de tradições e sabores.

      Fotografias da autoria do artista berlinense Martin Dammann lançam luz sobre o lado mais obscuro da Wehrmacht.