Posi�ao Corrente: minutos e segundos
Ir para o Minuto:
Play - Visita Guiada

Visita Guiada (VII)

Tapetes de Beiriz | 04 Dez, 2017 | Episódio 25

Nos anos 40 e 50 do séc. XX, não havia em Portugal casa boa ou instituição de prestígio que não se batesse por ter tapetes de Beiriz. De uma qualidade excecional sob todos os pontos de vista, os tapetes de Beiriz eram exportados para Espanha, Bélgica, França, Grã-Bretanha, Argentina, Cuba, Brasil, EUA. Encerrada na sequência da revolução de 1974, a Fábrica de Tapetes de Beiriz, em Beiriz - concelho da Póvoa de Varzim -, foi recuperada por uma alemã em finais dos anos oitenta e hoje é a sua filha que gere a segunda, e inesperada, vida dos tapetes de Beiriz.
Cátia Ferreira está bem ciente da responsabilidade da sua missão: Hilda Brandão Miranda, a fundadora da fábrica original, foi uma mulher notável, uma artista e uma empresária de mão-cheia. Começou em 1919 com seis camponesas-tecedeiras e dois pequenos teares e em 1934 tinha já 350 operárias e cerca de 60 teares.
Uma história emocionante em que as mulheres são as protagonistas há quase cem anos.
O Visita Guiada é um programa de rádio e televisão sobre peças da história da arte e da cultura portuguesas.
Em cada emissão, o programa elege uma peça-protagonista selecionada num arco temporal de cerca de mil anos e considerando todo o território nacional, ilhas incluídas.
A peça-protagonista pode ser um pequeno cálice ou uma catedral, um conjunto de esculturas, uma pintura, um jardim botânico ou um complexo de arquitetura industrial. O que conta é a sua excepcionalidade.
Para cada uma das emissões contamos com as explicações de um especialista diferente, na maioria dos casos, um historiador.

Produzido pela RTP2 para televisão e pela Antena 1 para rádio, o programa começou a ser emitido semanalmente em Março de 2014.