Excedente orçamental recua mas continua com saldo positivo de 1,177 milhões de euros em janeiro

por Rachel Mestre Mesquita - RTP
Pedro A. Pina - RTP

O Estado registou 1,177 milhões de euros de saldo orçamental em janeiro, um recuo de 934 milhões de euros face ao período homólogo do ano passado, anunciou esta quinta-feira o ministério das Finanças.

Apesar de se manter em terreno positivo, o saldo orçamental do Estado foi “inferior” ao do mesmo mês do ano anterior, o que reflete uma subida da despesa acima da receita, com a receita fiscal a registar uma quebra homóloga de 8,0 por cento.

As Administrações Públicas registaram um saldo orçamental de 1,177 milhões de euros em janeiro de 2024, apresentando um decréscimo face ao período homólogo de 934 milhões de euros” indicou, em comunicado, o ministério tutelado por Fernando Medina.

De acordo com a mesma fonte, a variação do saldo reflete “uma ligeira melhoria da receita efetiva de 0,4%" e "um aumento da despesa efetiva de 15,7%", para a qual contribuíram os gastos com pessoal, atendendo às novas atualizações transversais remuneratórias dos trabalhadores da administração pública e o impacto do novo salário mínimo nacional, que subiu para os 820 euros em janeiro.

Mas também a despesa com pensões, que por sua vez, aumentou 24,2 por cento devido ao pagamento dos encargos relativos às retenções do IRS e o efeito do aumento intercalar e a despesa com prestações sociais, excluindo as pensões, que cresceu 29 por cento, como consequência da atualização do Indexante de Apoio Sociais (IAS), que se refletiu no aumento de vários apoios sociais como o subsídio de desemprego.

pub