Pedrógão Grande, um mês depois do fogo

A 17 de junho, Portugal começou a assistir ao mais mortífero incêndio de sempre em território luso. Um mês depois, a paisagem mantém-se em tons de sépia. Há carros queimados, casas destruídas, pedaços de vida que o fogo consumiu e que anseiam por renascer das cinzas. Um cenário captado pelo fotojornalista Pedro A. Pina.

+ Últimas Galerias de País

+ Últimas Galerias