Coronavírus. Há 1113 mortos e vacina está disponível daqui a ano e meio

por Mário Aleixo - RTP
A progressão da doença não dá sinais de abrandar Man Yi - EPA

A Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou que dentro de um ano e meio poderá estar disponível uma vacina para travar o novo coronavírus.

Este foi o prazo revelado pelo diretor da OMS, após uma reunião de centenas de especialistas que estão reunidos em Genebra para debater formas de controlar e lidar com o surto de coronavírus.

A OMS anunciou que este vírus passa a ser denominado por COVID-19 e até ao momento já provocou a morte a 1113 pessoas e 44.653 infetadas. São números divulgados pelo autoridades de saúde da China.

Nas últimas 24 horas o governo de Pequim diz que morreram 94 pessoas, todas na província de Hubei e há mais de mil e 600 novos casos de infeção.

No Japão, o ministro da saúde revelou que foram confirmados mais 39 casos de infeção a bordo do paquete que está imobilizado ao largo do país.

Com estes novos casos são 175 as pessoas infetadas com o coronavírus no paquete Diamond Princess que tem a bordo mais de 3 mil e 500 pessoas.
Portugal continua a preparar-se
Em Portugal a diretora-geral da Saúde garantiu que há um robusto dispositivo de saúde pública, preparado para o novo coronavírus e acrescentou que estão a ser identificados hospitais de segunda linha.

Atualmente, o Curry Cabral, em Lisboa, e o Sao João, no Porto, são dos hospitais de referência mas a direção geral da Saúde está a identificar hospitais de segunda linha de contenção, que ficarão instalados nos Açores, na Madeira, em Coimbra e no sul do país.

Graça Freitas diz que o sistema de deteção de casos suspeitos de forma precoce tem funcionado.

Em Portugal não há nenhum caso confirmado de coronavírus.

Os portugueses que regressaram da China vão repetir os testes na sexta-feira.

O grupo continua em isolamento e se tudo correr como previsto deverá ter alta no próximo sábado.
Tópicos
pub