Reportagem Donald Trump torna-se o 45.º Presidente dos Estados Unidos

Donald Trump tornou-se esta sexta-feira o 45.º Presidente dos Estados Unidos, sucedendo a Barack Obama na Casa Branca.

Fazer refresh a esta área
Clique aqui para atualizar


19h50: Fim do acompanhamento ao minuto

Terminamos o acompanhamento ao minuto da Tomada de Posse de Donald Trump. O magnata, candidato presidencial pelo Partido Republicano, tornou-se esta sexta-feira o 45º Presidente dos Estados Unidos.

O dia fica marcado pelo polémico discurso de Donald Trump, em que apresentou uma postura nacionalista. O Presidente prometeu, uma vez mais, tornar a América grande e apostar numa política em que os americanos estarão sempre primeiro.

Trump diz que o poder voltou agora ao povo, depois de ter estado nas mãos dos “políticos que enriqueceram” em Washington. Donald Trump prometeu acabar de vez com o extremismo islâmico.

Durante o dia registaram-se vários confrontos entre manifestantes e a polícia antes e depois da tomada de posse de Donald Trump em Washington. Várias lojas foram destruídas e a polícia fez mais de 90 detenções.

O resumo do dia para ver aqui:



19h14: Novos confrontos entre polícia e manifestantes anti-Trump no centro de Washington

Entre 400 e 500 manifestantes começaram a atacar a polícia que se encontra no local. As forças da ordem responderam com granadas de gás lacrimogéneo.

A Polícia de Washington tinha já anunciado ter feito “várias” detenções esta sexta-feira na sequência dos protestos violentos que ocorreram durante a cerimónia de inauguração. Segundo a France Presse, cerca de 95 pessoas foram detidas.

18h53: Primeiras medidas

O Presidente Donald Trump assinou já as primeiras medidas do seu mandato. Para além da validação das nomeações e da assinatura de uma dispensa que permita a James Mattis ser Secretário da Defesa, Trump decretou um Dia do Patriotismo.


18h48: A nova Casa Branca na internet


Mudou o Presidente, mudou a página oficial da Casa Branca. Para além das mudanças formais, o jornal francês Le Monde dá conta de alterações nas secções do próprio site.

O diário indica que as secções “aquecimento global”, “mulheres”, “veteranos” e “direitos cívicos” desapareceram. Foram criadas as secções “Política externa – América Primeiro” e “Projeto Energético – América Primeiro”.



18h42: Papa pede a Trump que mostre preocupação com os pobres

O Papa Francisco pede ao Presidente dos Estados Unidos para que seja guiado por valores éticos no dia em que Trump tomou posse como sucessor de Barack Obama.

“Rezo para que as suas decisões sejam guiadas pelo espírito e pelos valores éticos que construíram a história do povo americano e o compromisso da sua nação para com os avanços na dignidade humana e na liberdade mundo fora”, disse Francisco numa mensagem enviada pouco depois do juramento.


18h27: Polícia deteve manifestantes

A Polícia de Washington fez “várias” detenções esta sexta-feira na sequência dos protestos violentos que ocorreram durante a cerimónia de inauguração. As autoridades indicam que dois agentes ficaram feridos e que carros de polícia foram danificados durante “ataques coordenados”.

“Gás pimenta e outros mecanismos de controlo foram usados para controlar os criminosos, proteger as pessoas e os bens”, explica a polícia em comunicado.


18h05: O primeiro discurso do ex-Presidente

Barack Obama faz o seu primeiro discurso depois de ter abandonado a Casa Branca. O ex-Presidente é fortemente aplaudido ao entrar na sala da base aérea de Andrews.

O ex-Presidente inicia o discurso com o seu estilo habitual e descontraído: “Hello everybody”.

"Quando demos início a esta jornada, fizemo-lo com uma grande fé no povo americano e na sua capacidade de nos unirmos e mudar o país”, afirma.

Apesar do ceticismo que diz ter havido, Obama considera que os norte-americanos acreditaram. “Vocês provaram qual é o poder da esperança. Durante todo este processo, eu e a Michelle fomos apenas o rosto, por vezes a voz (…) O mais importante não éramos nós, eram vocês”, afirma.

"A nossa democracia não são edifícios, monumentos. São vocês", sublinha. Obama afirma que esta despedida não é um "ponto final" mas sim uma "vírgula".

“Não podia estar mais orgulhoso. Foi o grande privilégio da minha vida. Agora queremos dar continuidade a esta jornada. Estou ansiosa para ver o que farão a seguir. Garanto-vos que estarei presente convosco”, promete o Presidente.

“Obrigado a todos. Yes we can. Yes we did. Yes we can”, despede-se o ex-Presidente.




18h04: O Discurso de Trump

Donald Trump prestou juramento e fez o seu primeiro discurso como Presidente dos Estados Unidos. Reveja o discurso na íntegra feito pelo novo Presidente.


17h44: Saída de Barack Obama

O casal Obama cumprimenta o casal Trump e despede-se de Washington. O Presidente cessante dos Estados Unidos despede-se e embarca no helicóptero que simbolicamente o tirará de Washington.

Donald Trump e Mike Pence e as respetivas esposas assistem à partida do helicóptero junto ao Capitólio.



17h36: Adeus a Barack Obama

O Presidente cessante Barack Obama prepara-se para sair de helicóptero do Capitólio. Cumpre-se assim em tradição, com Obama a abandonar simbolicamente Washington.

17h30: Trump promete erradicar Islão radical

No primeiro discurso como Presidente, Donald Trump prometeu erradicar o radicalismo islâmico da face da terra.

“Uniremos o mundo civilizado contra o Islão radical que erradicaremos da face da Terra. A nossa lealdade para com o nosso próprio país irá permitir-nos redescobrir a nossa lealdade para com os outros”

“Quando a América se une é imparável. Não tenham receio, somos protegidos e seremos sempre protegidos pelos muitos homens e mulheres das nossas forças armadas e, sobretudo, seremos protegidos por Deus”, afirmou Donald Trump.




17h26: Hino Americano entoado no Capitólio

O hino americano é entoado por Jackie Evancho, jovem de 16 anos revelada no programa America’s Got Talent.

17h15: Muda o Presidente, muda o Twitter

Donald Trump substituiu Barack Obama na Presidência dos Estados Unidos e a mudança foi imediata. A conta oficial de Twitter da Presidência @POTUS já se veste com as cores de Trump.



17h02: Donald Trump começa primeiro discurso oficial.

O Presidente Donald Trump agradece ao Presidente Barack Obama e à primeira-dama pelo papel desempenhado no período de transição. “Foram magníficos”, afirma.

Donald Trump considera que esta transição de poder significa que o poder regressa ao povo, depois de anos nas mãos dos partidos.

“Washington floresceu mas o povo não beneficiou desta riqueza. Os políticos prosperaram mas perdemos postos de trabalho. O poder estabelecido protegia-se a si próprio mas não protegia o país”, afirma.

“A partir de agora tudo muda. Este momento é o vosso momento”, insiste.

"Será sempre a América Primeiro"


O Presidente afirma que o crime, os gangs e as drogas levaram à perda de muitas vidas e promete uma nova postura internacional.

“Durante décadas ficámos sem indústria, pagámos pelas forças armadas de outros países, gastámos fortunas lá fora enquanto os norte-americanos sofriam. Gastámos milhões de dólares no estrangeiro enquanto o nosso país se desintegrou ao longo dos anos. Tornámos os outros países ricos”, afirma Trump.

“A partir de hoje vai ser uma nova visão a governar o nosso país. A partir daqui será sempre a América Primeiro. Todas as decisões sobre comércio, impostos, imigração, negócios estrangeiros serão tomadas para beneficiar as famílias americanas”, afirmou.

17h00: Donald Trump Presidente

Donald J. Trump acaba de prestar juramento como 45º Presidente dos Estados Unidos.

“Eu… solenemente juro que vou desempenhar fielmente o cargo de presidente dos Estados Unidos, e com o melhor das minhas capacidades preservarei, protegerei e defenderei a Constituição dos Estados Unidos. Que Deus me ajude”, afirmou, cumprindo a tradição.

O novo Presidente é saudado pela banda da Marinha e por 21 tiros de canhão, antes de fazer o seu discurso inaugural.

O juramento foi conduzido pelo chefe de justiça dos Estados Unidos e presidente do Supremo. Donald Trump ergueu a mão direita e colocou a esquerda sobre duas bíblias: a sua bíblia de infância e a bíblia de Abraham Lincoln, já usada por Barack Obama.



16h54: Mike Pence presta juramento


Clarence Thomas, juiz do Supremo Tribunal, conduziu o juramento do novo vice-presidente dos Estados Unidos. Pence sucede a Joe Biden no cargo.


16h43: "Now We Belong"

A música “Now We Belong” é cantada pelo coro da Universidade do Estado do Missouri antes do juramento de Donald Trump.

O juramento será conduzido pelo chefe de justiça dos Estados Unidos e presidente do Supremo. Donald Trump vai erguer a mão direita e colocar a esquerda sobre duas bíblias: a sua bíblia de infância e a bíblia de Abraham Lincoln, já usada por Barack Obama.

16h32: Donald Trump na tribuna

O presidente eleito dos Estados Unidos está já na tribuna onde irá prestar juramento.


16h30: Mike Pence na tribuna para prestar juramento

O vice-presidente eleito Mike Pence chegou já à tribuna. Vai prestar juramento como vice-presidente dos Estados Unidos.


16h27: Na tribuna à espera de Trump

Barack Obama, Joe Biden e Michelle Obama já chegaram à tribuna. Encontram-se também na tribuna os ex-presidentes George W. Bush e Bill Clinton, bem como a esposa Hillary Clinton. Donald Trump deverá prestar juramento dentro de momentos.

16h17: Festa no National Mall

É uma América dividida aquela que assiste hoje ao juramento de Donald Trump. A tomada de posse é marcada por protestos mas também por celebrações.

No National Mall de Washington encontram-se alguns apoiantes incondicionais de Donald Trump. De todas as idades, esperam pela tomada de posse.

“É um dos maiores acontecimentos da História. Os meus netos continuarão a ouvir falar dele”, confidencia Nick Questel à France Presse, equipado de um chapéu com a frase que marcou a campanha de Trump: “Make America Great Again”.


16h04: Barack Obama e Donald Trump no Capitólio

O Presidente e o seu sucessor já chegaram ao Capitólio, onde Donald Trump prestará juramento. Os dois deslocaram-se juntos a partir da Casa Branca. Melania Trump seguiu na mesma viatura que Michelle Obama. Mike Pence deslocou-se no mesmo carro que Joe Biden.


15h50: Trump e Obama saem da Casa Branca

Donald Trump e Barack Obama abandonaram a Casa Branca. O Presidente Obama sai pela última vez daquela que foi a sua residência durante oito anos. Trump e Obama vão juntos para o Capitólio.

15h47: Saída da Casa Branca


Michelle Obama e Melania Trump saíram da Casa Branca. Vão juntas para o Capitólio. Saíram também o vice-presidente Joe Biden e o seu sucessor Mike Pence.

15h41: Confrontos em Washington

São esperados mais de 300 mil manifestantes em Washington contra a presidência de Trump. Há já pessoas a protestar e a polícia está a tentar controlar os manifestantes.

A agência Reuters dá conta de que opositores a Trump partiram já a montra de uma sucursal do Bank of American, uma restaurante Mc Donalds e vidros de viaturas.


15h22: América Dividida

 
As diversas manifestações pró e contra Trump são o símbolo de uma América verdadeiramente dividida. A correspondente da RTP em Washington, Márcia Rodrigues, faz a leitura do atual momento dos Estados Unidos.


15h15: “Acredito na mudança porque acredito em vocês”

 
Barack Obama voltou a despedir-se dos norte-americanos com uma sucessão de tweets publicados na sua conta oficial. O Presidente norte-americano diz ter sido uma honra servir os norte-americanos, afirmando que o povo fez dele “um melhor líder e uma melhor pessoa”.

Obama promete que “não irá parar” e que continuará agora “como cidadão, inspirado pelas vossas vozes de confiança e justiça, bom humor e amor”. Barack Obama anunciou ainda a criação da Fundação Obama e pede aos norte-americanos que acreditem.

“Não na minha capacidade de trazer a mudança mas na vossa. Eu acredito na mudança porque acredito em vocês”, lê-se na conta oficial do Presidente cessante.


14h50: Trump na Casa Branca
 
Donald Trump já chegou à Casa Branca, acompanhado pela esposa Melania Trump. O próximo casal presidencial reúne-se agora com Barack e Michelle Obama.

O ponto alto está marcado para o meio-dia em Washington, serão então 17h00 em Portugal Continental. Vai ser o momento em que Donald Trump vai prestar juramento perante o chefe de justiça que é também o Presidente do Supremo Tribunal no exterior do Capitólio.


14h40 - tudo a postos para a emissão especial da RTP

 
Chegou o Dia T, de Trump. O magnata do imobiliário de Nova Iorque que tantas vozes, de um extremo ao outro dos continentes, consideraram incapaz de prosseguir, por qualquer via, uma carreira política toma agora posse como Presidente dos Estados Unidos. O 45.º. Após dois mandatos do primeiro Presidente afro-americano, Barack Obama.


Escreve-se História em Washington, a capital federal do país onde - verdadeiramente - tudo é possível. "Tudo começa hoje! Vê-los-ei às 11h00 para o juramento. O MOVIMENTO CONTINUA - COMEÇA O TRABALHO!", lê-se na conta de Twitter de Donald Trump.

Há uma cuidada coreografia preparada para a investidura, cujo ponto mais alto acontece pelas 12h00 locais (17h00 em Lisboa). É então que o cidadão Donald John Trump, de 70 anos, presta juramento sobre duas bíblias: uma pessoal, que recebeu da mãe em criança, e aquela que foi usada há 156 anos no juramento de Abraham Lincoln.



Presidente entre presidentes

São três os antigos inquilinos da Casa Branca que testemunham o advento de Trump, além de Barack Obama, o Presidente cessante: os democratas Jimmy Carter e Bill Clinton e o republicano George W. Bush.

A adversária de Donald Trump na corrida à Presidência, Hillary Clinton, tem igualmente lugar reservado.

No exterior do Capitólio estarão 900 mil pessoas, rodeadas de draconianas medidas de segurança, com 28 mil agentes mobilizados.

Será também uma jornada de manifestações em diferentes cidades da América - a favor e contra o novo Presidente. À semelhança, de resto, do que aconteceu na véspera.

Fátima Marques Faria, Manuel Oliveira - RTP

 

A informação mais vista