Viriato Teles

Viriato Teles

Opiniões mais Recentes

O «acordo ortográfico» é como aqueles bêbedos chatos que aparecem sem ser convidados: entra, instala-se e não pára de incomodar; mas – por piedade, temor ou excesso de civilidade – ninguém se atreve a pô-lo na rua.

    Com Aznavour encerra-se um ciclo vital da canção francesa e da cultura europeia do pós-guerra. Mas, não por acaso, uma das últimas colaborações do criador de “La Boheme” foi com Isabelle Geffroy, Zaz, provavelmente a mais apaixonante descoberta musical francófona da última meia dúzia de anos. O ...

      É inevitável olhar para o incêndio que destruiu o Museu Nacional do Rio de Janeiro como uma dolorosa metáfora do Brasil moderno. Se no primeiro os brasileiros perderam uma parte substancial da memória do passado, com o fogo que hoje consome o «país do carnaval» é o futuro que está em risco.

        Talvez seja apenas um efeito colateral do estado de silly season permanente que tomou conta do mundo nos últimos anos, mas a moda do momento parece ser mandar ilustres portugueses falecidos para o Panteão Nacional. Depois de Amália e Eusébio e Sophia, agora há quem queira empandeirar para a triste ...

          Os governantes dos nove países da CPLP reuniram-se esta semana em Cabo Verde para mais uma cimeira de topo. Que terminou com os costumeiras declarações optimistas dos participantes, mas onde aparentemente pouco se avançou quanto ao que realmente interessa: a Comunidade propriamente dita ainda pouco ...

            O «respeito pela diversidade cultural e pela tradição» foi o principal argumento esgrimido no parlamento para chumbar a proposta de abolição das touradas apresentada pelo PAN. Que se discuta a proibição e as suas envolventes sociais, ainda posso entender. Agora, chamar àquilo «cultura», desculpem, ...

              Este ano, a silly season antecipou-se. Arnaldo Matos, o ressuscitado grand'educador-da-class'operária, é a nova vedeta, em regime de auto-propositura, do circo mediático montado em torno do Sporting. Finalmente, Bruno de Carvalho tem um contracenante à altura. Isto promete.

                Se a cultura, como afirmou um dia Alberto Pimenta, é o desporto da classe média, então a Feira do Livro bem poderia ser a primeira liga do comércio livreiro. E já foi, quando este se fazia nos lugares de culto e de cultura que eram as livrarias. Mas os tempos mudaram, os livros e os lugares deles ...