Operação Influencer. Ministério Público confirma receção de requerimento por parte da defesa de António Costa

por Rachel Mestre Mesquita - RTP
Foto: Ana Sofia Rodrigues - RTP

O Ministério Público confirmou à RTP, esta quarta-feira, a receção do requerimento por parte da defesa de António Costa junto do Supremo Tribunal de Justiça, depois de o ex-primeiro-ministro ter afirmado à saída da tomada de posse do novo Governo, no dia anterior que queria ser ouvido no Supremo Tribunal de Justiça "com a maior celeridade possível" e que tinha dado "instruções" ao seu advogado para encaminhar o pedido "hoje mesmo".

No dia em que tomou posse o novo Governo de Luís Montenegro, o ex-primeiro-ministro afirmou que queria ser ouvido no Supremo Tribunal de Justiça, no âmbito da investigação que originou a Operação Influencer e a queda do seu executivo no final de 2023 e na qual é um dos investigados. "É tempo que as suspeitas se esclareçam", defendeu.
O ex-primeiro-ministro anunciou aos jornalistas que já tinha dado “instruções” ao seu advogado para encaminhar “hoje mesmo” o pedido ao coordenador do Ministério Público junto do Supremo Tribunal de Justiça.

"Constituí advogado e dei instruções para, hoje mesmo, apresentar um requerimento junto do senhor coordenador do Ministério Público no Supremo Tribunal de Justiça, para que, com a maior celeridade possível, possam proceder à minha audição para se esclarecer qualquer dúvida que tenham, sobre a suspeita que tenham, porque não há nada pior do que haver uma suspeita e ela não ser esclarecida", revelou António Costa.

Em resposta à RTP, o Ministério Público indicou que recebeu o requerimento por parte da defesa de António Costa a pedir uma audição urgente, não adiantando se já existe alguma data prevista para essa audição.

"Como já disse várias vezes estou totalmente disponível para colaborar com a Justiça"
, sublinhou o ex-primeiro-ministro, em declarações aos jornalistas, no dia da tomada de posse do novo executivo.
pub