Transavia acusa Força Aérea de aproveitar alerta para exercício

| País
Transavia acusa Força Aérea de aproveitar alerta para exercício

Rafael Marchante - Reuters

A companhia aérea holandesa Transavia, que esta segunda-feira aterrou de emergência no aeroporto de Faro, acusa a Força Aérea Portuguesa de se ter aproveitado do alerta dado pela aeronave para realizar um exercício militar de socorro.

A Força Aérea não comenta afirmações da companhia aérea. O porta-voz do ramo, tenente-coronel Manuel Costa, afirma, ainda assim, que "a Força Aérea Portuguesa não envolve aeronaves comerciais em exercícios militares".

O voo do Boeing 737 da Transavia, com 149 passageiros a bordo, comunicou problemas de pressurização quando fazia a ligação Funchal-Amesterdão.

A Força Aérea fez descolar dois F-16 para dar assistência ao avião que aterrou em segurança no aeroporto de Faro.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

Neste Manual do Brexit, explicamos em 12 pontos o que está em causa e os cenários que se colocam.

    Rosa Luxemburgo, "uma das melhores cabeças do socialismo internacional", foi assassinada há 100 anos.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

        Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.