Fernando Araújo afirma que gestão do SNS tem de estar acima de agendas partidárias

por Antena 1

António Cotrim - Lusa

O ex-diretor executivo do SNS é ouvido na Assembleia da República no dia em que o Governo anunciou o nome do sucessor no cargo, o tenente-coronel António Gandra d'Almeida. Fernando Araújo afirma não querer criar obstáculos à reforma no SNS, mas refere que este tem de estar acima de qualquer agenda partidária.

Na intervenção inicial, Fernando Araújo deixou no ar a ideia de que a nova ministra não confiava nos elementos da Direção Executiva. Araújo diz também que não pretende ser um entrave à implementação de reformas urgentes no SNS.

Declarações perante os deputados semanas depois de ser acusado pela ministra da Saúde de se recusar a elaborar um plano de contingência para o verão.

Já depois do pedido de demissão, Fernando Araújo fez também nova defesa de honra. Entende este que não faria sentido colocar em prática propostas contrárias à estratégia pensada para o SNS.

pub