Governo defende que produtividade dos ministros não se mede pelo número de leis assinadas

| Política

A ministra da Presidência e da Modernização Administrativa mostrou-se hoje "satisfeita" quando recebe críticas de que o Diário da República está por vezes "pobre", realçando que a produtividade dos ministros não se mede pelo número de leis assinadas.

"O Diário da República tem as leis que são precisas. A produtividade dos ministros não se mede pelo número de leis que assinam e levam ao Conselho de Ministros, mede-se pelo resultado das suas políticas e cumprimento do seu programa", advogou a governante.

Maria Manuel Leitão Marques falava em Lisboa num almoço/debate promovido pelo International Club of Portugal, encontro com o mote "A modernização ao serviço das empresas".

No encontro, e falando perante dezenas de empresários, a ministra reiterou a importância do Simplex como um "programa emblemático" que integra uma "visão da reforma do Estado", advogando que o Governo "fala com cidadãos, empresas", para permanentemente melhorar a relação administrativa com os cidadãos e grupos empresariais.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em entrevista à RTP, o candidato derrotado nas diretas do PSD diz que o partido deve serenar após o Congresso e admite que vai ser “muito difícil ganhar eleições" no quadro atual.

Nicolás Maduro quer alargar poderes e, para tal, leva a cabo eleições antecipadas. É um "golpe constitucional", na leitura de Filipe Vasconcelos Romão, comentador da Antena 1.

Abrir uma torneira e vê-la jorrar água. É um ato tão comum que nunca imaginamos um dia em que tal quadro possa desaparecer. Algo que está prestes a tornar-se realidade na África do Sul.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.