Governo defende que produtividade dos ministros não se mede pelo número de leis assinadas

| Política

A ministra da Presidência e da Modernização Administrativa mostrou-se hoje "satisfeita" quando recebe críticas de que o Diário da República está por vezes "pobre", realçando que a produtividade dos ministros não se mede pelo número de leis assinadas.

"O Diário da República tem as leis que são precisas. A produtividade dos ministros não se mede pelo número de leis que assinam e levam ao Conselho de Ministros, mede-se pelo resultado das suas políticas e cumprimento do seu programa", advogou a governante.

Maria Manuel Leitão Marques falava em Lisboa num almoço/debate promovido pelo International Club of Portugal, encontro com o mote "A modernização ao serviço das empresas".

No encontro, e falando perante dezenas de empresários, a ministra reiterou a importância do Simplex como um "programa emblemático" que integra uma "visão da reforma do Estado", advogando que o Governo "fala com cidadãos, empresas", para permanentemente melhorar a relação administrativa com os cidadãos e grupos empresariais.

A informação mais vista

+ Em Foco

Os dados do sistema de Informação de Fogos Florestais da União Europeia (EFFIS) indicam que só entre os dias 14 e 15 de outubro arderam em Portugal continental cerca de 200 mil hectares.

    Na primeira entrevista pós-autárquicas, à Antena 1, Jerónimo de Sousa não poupou nas palavras. Afirmou que o "Governo ficou mal na fotografia e subestimou a situação" dos fogos.

    Impostos, orçamentos, metas para o próximo ano. A RTP descodifica a proposta de Orçamento do Estado apresentada pelo ministro das Finanças esta sexta-feira.

      Acionar o artigo 155 da Constituição espanhola representa um momento único na História de Espanha. O Governo de Madrid já definiu os setores que quer controlar de imediato.