Linha da Frente (VII)

Arte à la Carte | 07 Nov, 2015 | Episódio 36

Partilhar este episódio
Posição Corrente: minutos e segundos
Ir para o Minuto:
Play - Linha da Frente

Linha da Frente (VII)

Arte à la Carte | 07 Nov, 2015 | Episódio 36

É cada vez mais difícil ter sucesso nas artes em Portugal, porque há mais escritores, atores e músicos e menos dinheiro para gastar em consumos culturais - segundo a reportagem «Arte à la Carte» no Linha da Frente.

O livro, por exemplo, perde peso quando colocado ao lado dos iogurtes, do arroz ou de massa, afirma José Jorge Letria, presidente da Sociedade Portuguesa de Autores, no Linha da Frente «Arte à la Carte».

O Teatro não vai melhor, segundo a atriz Dina Santos, "porque é difícil arrancar os portugueses do conforto do sofá". Já na área do Cinema, Paulo Branco refere o fecho das salas King e acusa de preguiça certos estratos sociais com maior capacidade económica.

Por causa dos custos, Vasco Teixeira da Porto-Editora explica a necessidade do preço fixo nos livros, como forma de evitar que as livrarias não sejam prejudicadas por eventuais grandes descontos; como por exemplo em postos de abastecimento de combustível ou em outras áreas comerciais que não vivem dos livros.

A reportagem «Arte à la Carte» revela as muitas facetas de Cristina Basílio, atriz de Teatro Burlesco, dobradora de séries televisivas e autora da série «As Trutas de Avalon» que passa no You Tube.

O cantor Vitorino encerra a reportagem dizendo "hoje só existem dificuldades, um cantor que emerge ao meu lado é um herói"

"Arte à la Carte" é uma reportagem do jornalista José Ramos e Ramos, com imagem de Paulo Jorge e David Freitas e edição de Paula Meira. O "Linha da Frente" está de regresso, um dos espaços mais premiados e mais vistos da televisão portuguesa. Com coordenação da jornalista Mafalda Gameiro, todas as semanas uma realidade diferente.