Visita Guiada (8)

Palácio Nacional de Queluz | 10 Dez, 2018 | Episódio 26

Partilhar este episódio
Posição Corrente: minutos e segundos
Ir para o Minuto:
Play - Visita Guiada

Visita Guiada (8)

Palácio Nacional de Queluz | 10 Dez, 2018 | Episódio 26

Criado pelo Infante D. Pedro, irmão do Rei D. José, a partir da casa grande da velha quinta de Queluz, o Palácio de Queluz foi palco de intensas alegrias e tristezas para três gerações de reis da dinastia de Bragança: D. Maria I e D. Pedro III, D. João VI e D. Carlota Joaquina e D. Pedro IV e
D. Miguel. Projetado como destino lúdico, de veraneio, o Palácio de Queluz apresenta-se, ainda hoje, como o mais luminoso e leve dos paços reais portugueses. Seduzido pelo encanto do palácio e dos seus jardins adornados com excelente estatuária, o general Junot, ainda enquanto embaixador em Lisboa, planeava alojar ali Napoleão. São muitas as histórias que as paredes do Palácio de Queluz nos conta. Histórias como a da morte de D. Pedro, ex-Rei de Portugal e ex-Imperador do Brasil, que ali se extingue, precocemente, a poucos dias de completar 36 anos. Uma visita guiada pela diretora do palácio, a historiadora Maria Inês Ferro.
O Visita Guiada é um programa de rádio e televisão sobre peças da história da arte e da cultura portuguesas.
Em cada emissão, o programa elege uma peça-protagonista selecionada num arco temporal de cerca de mil anos e considerando todo o território nacional, ilhas incluídas.
A peça-protagonista pode ser um pequeno cálice ou uma catedral, um conjunto de esculturas, uma pintura, um jardim botânico ou um complexo de arquitetura industrial. O que conta é a sua excepcionalidade.
Para cada uma das emissões contamos com as explicações de um especialista diferente, na maioria dos casos, um historiador.