Play - O Nosso Cônsul em Havana

Ep. 7

Duração: 45min

Género: Ficção

Class.: 12AP

RTP1

O romance entre Eça e Mollie vai-se tornando cada vez mais escaldante enquanto Mary se vai mostrando inquieta com as atitudes desenvoltas da filha.
Don Zulueta está furioso pelo desaparecimento de Lô. Não admite que ela se possa tornar num exemplo de fuga ao trabalho forçado e desanca Óscar pela sua incompetência na busca da menina.
Regressado de uma noitada, o General Bidwell encontra Eça, de madrugada, a sair do quarto de Mollie em fralda de camisa.
Sanchez continua a tentar extorquir o que puder à irmã, D. Antónia. Insiste em saber quem é a chinesinha que está lá em casa, para daí tirar algum proveito. Juan ouve a conversa e fica de sobreaviso.
Mollie pressiona o pai para que exija a Sanchez Morales o pagamento da dívida do jogo de póker.
Juan vai falar com Eça da sua desconfiança sobre as intenções de Sanchez Morales relativas a Lô. Eça manda Juan procurar Torradellas e ir em ter com ele ao Consulado.
Blas e Don Zulueta falam sobre a questão dos escravos e mostram desconfiar de Eça.
Bidwell pressiona Sanchez Morales sobre o pagamento da dívida de jogo, o que o que leva a dirigir-se a Óscar para revelar o local onde se encontra Lô escondida, a troco de dinheiro.
Torradellas e Juan encontram-se com Eça no Consulado e falam sobre um plano para proteger Lô.
Torradellas denuncia as intenções de Sanchez à sua estupefacta irmã, D. Antónia, que resolve esconder a menina na sua propriedade.
MAIS INFO Uma série ficcional inspirada livremente no período em que Eça de Queiroz foi Cônsul de Portugal em Cuba, à época colónia espanhola Em 1871 caiu o Governo que proibira as Conferências Democráticas do Casino Lisbonense, lideradas por Antero de Quental, onde Eça de Queiroz intervira. No ano seguinte Eça é nomeado Cônsul, em Havana, por Andrade Corvo, Ministro dos Negócios Estrangeiros do novo Governo de carácter mais liberal.
Em Cuba, colónia espanhola, continua a escravatura. Existem cerca de cem mil contratados chineses que saem da China através de Macau com documentos portugueses.
Eça segue para Havana com o encargo de tentar resolver o problema dos chineses, tratados como escravos nas plantações de cana-de-açúcar. Durante o tempo em que lá permanece, Eça não deixa por mãos alheias os seus méritos de sedutor e vive um amor escaldante com Mollie, filha do General americano Bidwell, uma jovem moderna e apaixonada que se sente tão à vontade à mesa de póquer como no jogo da sedução.

Play - O Nosso Cônsul em Havana
Género: Ficção Class.: 12AP RTP1

Uma série ficcional inspirada livremente no período em que Eça de Queiroz foi Cônsul de Portugal em Cuba, à época colónia espanhola Em 1871 caiu o Governo que proibira as Conferências Democráticas do Casino Lisbonense, lideradas por Antero de Quental, onde Eça de Queiroz intervira. No ano seguinte Eça é nomeado Cônsul, em Havana, por Andrade Corvo, Ministro dos Negócios Estrangeiros do novo Governo de carácter mais liberal.
Em Cuba, colónia espanhola, continua a escravatura. Existem cerca de cem mil contratados chineses que saem da China através de Macau com documentos portugueses.
Eça segue para Havana com o encargo de tentar resolver o problema dos chineses, tratados como escravos nas plantações de cana-de-açúcar. Durante o tempo em que lá permanece, Eça não deixa por mãos alheias os seus méritos de sedutor e vive um amor escaldante com Mollie, filha do General americano Bidwell, uma jovem moderna e apaixonada que se sente tão à vontade à mesa de póquer como no jogo da sedução.

duração total 45min
posição atual:
ir para o minuto:

episódios disponíveis

473254

Instale a aplicação RTP Play

Disponível para iOS, Android, Apple TV, Android TV e CarPlay