As Horas Extraordinárias

Há uma lua cheia de preces e adventos e de chegadas|Ep. 9415 Jul. 2022

Há uma lua cheia de preces e adventos e de chegadas ou apenas de pensamentos e festas. Um dia apaixonou-se por uma viagem ao museu.. Ali mesmo à porta, abriu os olhos.

Play - As Horas Extraordinárias

Ep. 94

Duração: 2min

Género: Artes

Antena1

Há uma lua cheia de preces e adventos e de chegadas ou apenas de pensamentos e festas. Um dia apaixonou-se por uma viagem ao museu.. Ali mesmo à porta, abriu os olhos.

Play - As Horas Extraordinárias
Género: Artes Antena1

Da música à poesia, passado pela arte contemporânea ou a subtileza do desenho. O regresso de Teresa Nicolau à rádio onde nasceu como profissional. Cónica com escolhas pessoais para dar o palco certo à Arte e à Cultura.

duração total 2min
posição atual:
ir para o minuto:

episódios disponíveis

15 Jul. 2022 Ep. 94

Há uma lua cheia de preces e adventos e de chegadas

Há uma lua cheia de preces e adventos e de chegadas ou apenas de pensamentos e festas. Um dia apaixonou-se por uma viagem ao museu.. Ali mesmo à porta, abriu os olhos.

14 Jul. 2022 Ep. 93

Os anos de solidão tinham-lhe ensinado que os dias na memória...

Os anos de solidão tinham-lhe ensinado que os dias na memória, tem a tendência para serem iguais, mas que não há dia nem sequer no carcere ou no hospital que não traga surpresas - Jorge Luis Borges.

13 Jul. 2022 Ep. 92

O Berimbau é uma de outro mundo

Aquele mundo que era desse tempo, castigo, prosaico e injusto. Desnorte, terrível e evidente. Sim, estou a falar de um tempo do colonialismo.

12 Jul. 2022 Ep. 91

Faz de conta que a Vida tem três quadros.

Dispostos ao nível dos olhos, De forma que racionalmente passem a ser listas e entendidos.

11 Jul. 2022 Ep. 90

A vantagem de trabalhar com matérias sem preço ...

A vantagem de trabalhar com matérias sem preço é poder ouvir uma canção sempre que apareça, registar um monumento, entrar no silêncio e ler um poema. Lenine "É o que me interessa".

08 Jul. 2022 Ep. 89

Quando um livro ameaça chegar ao fim.

É como sentir que um amor vai para longe e fica só registado nas fotografias de 1986. “Filho da mãe” de Diogo Gonçalves.

07 Jul. 2022 Ep. 88

Vai esta crónica com o ruído de palco do NOS Alive …,

É o Festival de quatro dias, intensos, tardios que inicia o Verão e tem sempre lugar para uma sincera descoberta, chama-se Stromae.

06 Jul. 2022 Ep. 87

Como falar da falta de água no mundo e ler um bom livro.

Chama-se "A Vida no Céu". Só o título, remete para o mundo sonhado. Ou a procura dele. É um dos meus escolhidos para as férias. Arruma-se bem no saco de praia e leva-se para todo o lado.

05 Jul. 2022 Ep. 86

Ando a escrever textos em papéis pequeninos que perco ...

Ando a escrever crónicas em papéis pequeninos que perco ou deixo na casa das pessoas.
São como pequenos recados que se espalham.
O tempo, que está precioso e quero mais humano, é feito para passar com quem gostamos.

04 Jul. 2022 Ep. 85

Ao mais breve sinal só continuo para respirar…

Bem-vindo seja o Verão e também David Sylvian (Darkest Dreaming).

01 Jul. 2022 Ep. 84

“Por um fio” como se beber fosse mais que um ato de viver.

Chama-se assim “Por um fio “o disco de José Moz Carrapa.

30 Jun. 2022 Ep. 83

Quando a Morte se lembra de andar a brincar e a esconder-se ...

Quando a Morte se lembra de andar a brincar e a esconder-se, nós também fazemos a partida ... "A Morte de A a Z", o Livro de Luís Afonso.

626652

Instale a aplicação RTP Play

Disponível para iOS, Android, Apple TV, Android TV e CarPlay