Reportagem Tiroteio e cerco em Paris: o filme da manhã ao minuto

Chegou ao fim a operação em Saint-Denis. As forças especiais francesas deram início aos trabalhos por volta das 4h20 locais, tendo a operação chegado ao fim já perto das 12h00. O alvo das buscas é Abdelhamid Abaaoud, apontado como organizador dos atentados de sexta-feira. Dois suspeitos morreram, sete foram detidos. Não foram ainda reveladas as suas identidades.

Fazer refresh a esta área
Clique aqui para atualizar

13h59: VÍDEO. Pai explica ao filho que flores podem combater as armas

Vai ficar como um dos momentos simbólicos e ternurentos, após o drama de Paris, aquele em que um pai explica a uma criança de quatro anos porque é que as flores podem combater as armas.

A história foi captada pelo programa "Petit Journal" da televisão Canal +, numa edição dedicada a explicar aos mais pequenos o que passou na passada sexta-feira.

A conversa já foi vista por mais de onze milhões de pessoas na internet.


13h41: #Jesuischien torna-se viral após morte de cadela da polícia em Saint-Denis

A polícia francesa anunciou esta manhã que Diesel, cadela da brigada canina, morreu durante a operação desencadeada em Saint-Denis.

Este falecimento provocou comoção em França e uma forte reação nas redes sociais, onde a hashtag #jesuischien se tornou uma das mais utilizadas em França.


13h36: Aeroporto de Copenhaga regressa à normalidade

O Aeroporto de Copenhaga regressa à normalidade depois de o Terminal 3 ter sido evacuado ao início da tarde. O terminal foi evacuado depois de ter sido encontrada uma mala suspeita.


13h30: Sete horas de caça ao homem (VÍDEO)

Viveu-se uma longa manhã em Saint-Denis. Foram mais de sete horas de caça aos terroristas nos arredores de Paris. As forças especiais invadiram um apartamento onde estavam elementos da célula que terá preparado os atentados de Paris.

Recapitulamos em vídeo
os acontecimentos que marcaram esta manhã, numa reportagem de Filipe Pinto e Miguel Cervan.

13h04: "Não sinalize a presença da polícia"

É um apelo feito pela polícia francesa através do twitter. As autoridades pedem aos condutores e cidadãos que não indiquem os locais onde a polícia se encontra.

As autoridades avisam que, sem intenção, poderá estar a ser dada informação a pessoas que são procuradas pelas autoridades. Este aviso é realizado num momento em que França está em Estado de Emergência e em que há mais polícias nas ruas.


12h40: Chega ao fim o discurso de Hollande

 
No discurso perante os autarcas franceses, François Hollande recapitulou as medidas já anunciadas na segunda-feira e sublinhou que os terroristas quiseram “mergulhar a França no medo e na divisão”.

O Presidente defendeu ainda a necessidade de se proceder a “restrições temporárias das liberdades”, de forma a ter os “meios de as restabelecer em completo”.

Perante a ameaça do crescimento do racismo e xenofobismo, nomeadamente para com a comunidade muçulmana, Hollande deixou claro que “nenhum ato xenófobo, antissemita ou antimuçulmano deve ser tolerado”. O Presidente respondeu ainda a quem tem feito associações entre terroristas e refugiados.


Fotografia: Charles Platiau - Reuters


“Alguns quiseram estabelecer uma ligação entre o fluxo de refugiados que chega do Médio Oriente e a ameaça terrorista que paira sobre o nosso país. Esta ligação existe, uma vez que os habitantes das zonas do Iraque e da Síria que são controladas por Daesh são martirizadas por aqueles que agora nos atacam”.

O Presidente anunciou que reunirá na terça-feira em Washington com Barack Obama e na quinta-feira com Vladimir Putin em Moscovo. Em causa, a “necessária” coordenação das ações contra o autoproclamado Estado Islâmico.

“Devemos constituir uma grande coligação”, defendeu o chefe de Estado.


12h34: Terminal de Aeroporto de Copenhaga evacuado

Um dos terminais do aeroporto de Copenhaga foi esta quarta-feira evacuado, depois de ter sido encontrada uma bagagem suspeita. As autoridades estão a investigar o Terminal 3, tendo as partidas sido transferidas para o terminal 2.

12h30: Autoridades acreditam que Bundesliga poderá jogar-se no fim de semana

As autoridades alemãs asseguraram hoje que o cancelamento do jogo particular entre as seleções da Alemanha e da Holanda, em Hanôver, por ameaça terrorista, não colocará em causa os encontros do fim de semana da Liga de futebol.

"Não há motivo para cancelar os jogos da 'Bundesliga'", disse o ministro do Interior do estado da Baixa Saxónia, Boris Pistorius, acrescentando que "há que analisar cada caso com cuidado" e que "a vida não pode parar por medo do terror".

Boris Pistorius, titular do ministério do Interior da Baixa Saxónia, cuja capital é Hanôver, esteve diretamente envolvido na decisão e cancelar a partida de terça-feira entre as seleções da Alemanha e da Holanda e hoje justificou a decisão em conferência de imprensa.

"Recebemos e avaliamos constantemente informações sobre possíveis ações terroristas. Depois dos acontecimentos como os de Paris, essas informações multiplicaram-se e há que distinguir entre as que querem causar insegurança e os que têm credibilidade", referiu.


12h27: Hollande discursa: "Todo o país está a ser atacado"

François Hollande afirma perante os autarcas que as ações desta manhã confirmam “que estamos em guerra”, e que “é todo o país que está a ser atacado”. Hollande afirma que é a juventude de França “em toda a sua diversidade” que foi alvo dos ataques de 13 de novembro.

Hollande apela à unidade nacional, independentemente das diferenças partidárias e territoriais.


12h23: Presidente da Liga espanhola garante "total segurança" no Real-FC Barcelona

O presidente da Liga Espanhola de Futebol, Javier Tebas, assegurou hoje que o 'clássico' de domingo entre o Real Madrid e o FC Barcelona, no estádio Santiago Bernabéu, decorrerá em "total segurança", após os atentados que enlutaram Paris.

"Estou certo que serão tomadas, por parte das forças policiais, todas as ações necessárias para que o jogo decorra em segurança", declarou Javier Tebas, recordando que, quando algo do género acontece, todas as medidas são reforçadas.

12h10: François Hollande discursa perante o congresso dos presidentes de câmara de França. Acompanhe o discurso na RTP3.

12h06: Quem é Abdelhamid Abaaoud?


É apontado como o cérebro dos ataques de Paris e era o alvo das operações de hoje em Saint-Denis.

É belga, de origem marroquina, e terá sido a ele que o autoproclamado Estado Islâmico confiou a missão de treinar combatentes para planear atentados em território europeu.

Um retrato de Abdelhamid Abaaoud feito pela jornalista Sandra Salvado.

É apontado como o cérebro dos ataques de Paris e era o alvo das operações de hoje em Saint-Denis. Quem é Abdelhamid Abaaoud?

Publicado por RTP Notícias em Quarta-feira, 18 de Novembro de 2015

11h50: Ponto de situação

As operações em Saint-Denis foram dadas por concluídas ao fim da manhã, permanecendo ainda no local um impressionante aparato policial. A reter:

- As operações tiveram início às 4h20. As autoridades receberam informações que “podiam levar a crer” que Abdelhamid Abaaoud, apontado como organizador dos atentados de Paris, se encontrava no local. Não se sabe ainda se Abaaoud estaria realmente no local.

- Dois suspeitos morreram durante a operação. Uma bombista suicida fez-se explodir logo ao início da operação. Um outro suspeito também acabou por falecer.

- As autoridades fizeram sete detenções: três pessoas que estavam no apartamento, duas pessoas escondidas nas redondezas, e duas outras pessoas, nomeadamente o homem que cedeu o alojamento e um conhecido seu. As autoridades não revelaram as identidades dos detidos.

- Cinco polícias ficaram feridos durante a operação.

- Esta operação foi realizada no seguimento dos atentados de Paris de dia 13 de novembro. Os ataques provocaram 129 mortos e mais de 350 feridos.


11h38: O relato do enviado especial da RTP em Paris.

O enviado especial da RTP a Paris fez um apanhado geral das operações que decorreram esta manhã em Saint-Denis. Hélder Silva destaca ainda que, apesar de a operação ter sido dada como terminada, permanece o cerco policial no local.

11h22: Dois suspeitos mortos. Sete detidos

O procurador de Paris e o ministro do Interior deram algumas explicações quanto à operação que decorreu esta quarta-feira. Segundo Le Monde, os responsáveis revelaram que:

- A operação levada a cabo pelas autoridades teve por base informações que deram a entender que Abdelhamid Abaaoud poderia encontrar-se no local. As autoridades não confirmam que o belga, apontado como organizador dos atentados de sexta-feira, se encontrava no apartamento.

- Três pessoas estavam no apartamento e foram detidas, e uma jovem mulher fez-se explodir. Um outro terrorista também morreu;

- Dois suspeitos que estavam escondidos foram detidos;

- Duas outras pessoas (quem cedeu o apartamento e um dos seus conhecidos) também foram detidas;

- Não foi revelada a identidade dos detidos.


 

11h04: Polícia arromba porta de igreja. Autoridades saem com as mãos vazias.

A polícia e o Governo francês deram como concluída a operação em Saint-Denis mas a imprensa francesa dá conta de que continuam as movimentações policiais nas ruas.

De acordo com o Libération, a polícia arrombou pouco antes das 11h00 a porta de entrada de uma igreja localizada na praça des Tilleuls. Um homem foi avistado no topo do edifício, mas tratar-se-ia de um jornalista que captava imagens.

10h55: Guterres apela a que não se façam associações entre refugiados e terroristas

António Guterres pede para que não se façam associações entre os migrantes que entram na Europa e os atos terroristas de Paris.

O Alto-Comissário das Nações Unidas para os Refugiados esteve num Centro de Acolhimento na Sérvia.

10h52: Governo confirma fim da operação

Durante a conferência de imprensa que se seguiu a um Conselho de Ministros, o porta-voz do Governo, Stéphane Le Foll, anunciou que a operação policial em Saint-Denis chegou ao fim.

O porta-voz sublinhou que, pelo facto de a França estar em Estado de Emergência, foi possível realizar buscas durante a noite.


10h37: Fonte polícial avança à France Presse que foram feitas sete detenções, três das quais de pessoas que se encontravam no apartamento.

10h29: Fonte policial revela que operação de Saint-Denis está terminada

10h15: Cinco polícias feridos.

Através do twitter, a polícia francesa anunciou que há cinco agentes feridos no seguimento da operação que decorre em Saint-Denis.

A polícia francesa dá ainda conta que morreu durante a operação uma cadela pertencente à brigada canina. Num outro tweet, a polícia nacional sublinha o papel dos cães de assalto e busca de explosivos nas operações deste género.


10H04: Ex-refém do 'Estado Islâmico' critica ataques aéreos na Síria

O jornalista francês Nicolas Henin entende que a escalada de bombardeamentos aéreos na Síria é precisamente o que o "Estado Islâmico" queria obter ao lançar os mortíferos atentados de Paris.

Em entrevista à Al Jazeera, Nicolas Henin, afirma que o EI, "ao atacar-nos em solo francês, não pretendia outra coisa senão provocar uma escalada" e que a intensificação dos bombardeamentos aéreos ocidentais e russos na Síria está, "na verdade, a ajudar" a propaganda do mesmo EI.

O jornalista francês Nicolas Henin esteve nas mãos do "Estado Islâmico", como refém, durante 10 meses em 2013.


10h01: Muçulmanos franceses apresentam texto para condenar terrorismo


O Conselho francês do Culto Muçulmano, órgão que representa o Islão em França vai difundir esta sexta-feira um texto que condena “sem ambiguidade” qualquer “forma de violência ou terrorismo”.

“Os muçulmanos de França proclamarão também a sua ligação inabalável ao pacto republicano que a todos nos une, bem como aos valores que fazem a França”, revelou a organização em comunicado.

O texto será difundido nas cerca de 2.500 mesquitas francesas, depois dos atentados terroristas da última sexta-feira e que provocaram 129 mortos.

9h50: Ponto de situação: o que sabemos atualmente?

As forças especiais francesas lançaram uma operação esta madrugada em Saint-Denis. A operação decorre desde as 4h20 (hora de Paris) na rua Gabriel Péri.

- Três pessoas morreram durante a operação, nomeadamente uma bombista suicida que se explodiu e um dos suspeitos que se encontrava no apartamento.

- Cinco polícias ficaram feridos durante a operação e um cão da brigada canina morreu, segundo Le Monde.

- A polícia deteve cinco pessoas: três que se encontravam escondidas no apartamento e duas que estavam nas proximidades do edifício. As suas identidades não foram reveladas.

- A operação tem como alvo o belga Abdelhamid Abaaoud, de 27 anos, apontado como o organizador dos atentados da última sexta-feira que mataram pelo menos 129 pessoas e feriram mais de 350. Não é certo que este esteja no apartamento.



9h30: O alvo da operação é Abdelhamid Abaaoud. Estará no apartamento?

De acordo com a France Presse, o alvo da operação que decorre em Saint-Denis é Abdelhamid Abaaoud, apontado como o organizador dos atentados da última sexta-feira em Paris.

No entanto, não há certezas que Abaaoud se encontrasse no apartamento no momento em que se deu o ataque.

Abaaoud tem 27 anos, é belga, e terá sido a ele que o autoproclamado Estado Islâmico confiou a missão de treinar combatentes para planear atentados em território europeu.


9h20: Paris e Moscovo matam 33 jihadistas em 72 horas

Os ataques aéreos levados a cabo pela França e pela Rússia nas últimas 72 horas mataram 33 jihadistas do autoproclamado Estado Islâmico. As contas são apresentadas pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos e dizem respeito aos ataques levados a cabo no norte da Síria.


9h15: Polícia francesa confirma que há cinco polícias feridos.


9h12: "Disparavam sem parar, houve pelo menos duas grandes explosões"

O jornal francês Libération ouviu o testemunho de Dominique, 45 anos, que vive perto da zona onde corre a operação. Conta o que se passou, sentiu e viu.

Acordámos em sobressalto às 4h30 ao ouvir disparos. O quarto da nossa filha dá para um pátio interno e transferimos o colchão dela para a entrada.

O assalto decorre no prédio ao lado, o nº48, que dá para a rua do Corbillon. Disparavam sem parar, houve pelo menos duas grandes explosões. Ficámos três horas sem saber o que se passava, ninguém nos ligou para além dos nossos amigos. Estamos no terceiro andar, o último, ouvimos passadas no telhado.

Tudo se acalmou por volta das 6h15. Voltámos a ouvir explosões por volta das 7h30 – 8h00. Retomou por volta das 9h15.”


9h03: Testemunha conta o que se passou

Uma moradora de Saint-Denis contou como tudo se passou. Vive no segundo andar do prédio que está cercado pela polícia e onde decorre a operação. A testemunha afirma que ouviu disparos e que no momento da explosão todo o prédio tremeu.
8h56: Alemanha discute segurança


Em Berlim, a chanceler Angela Merkel e seus principais ministros irão reunir esta quarta-feira para discutir questões de segurança depois do jogo de terça-feira entre a Alemanha e a Holanda ter sido cancelado por receio de ataques.

8h52: Hollande reúne-se com Valls e Cazeneuve

Segundo o Libération, o Presidente François Hollande está reunido com o primeiro-ministro Manuel Valls e o ministro do Interior Bernard Cazeneuve para abordar a operação que decorre na região parisiense.

8h47: Localização do operação

As operações desta quarta-feira decorrem na Rua Gabriel Péri, em Saint-Denis, a norte de Paris, a cerca de 1,5 quilómetros do Stade de France. O estádio francês foi um dos locais atacados na passada sexta-feira pelos terroristas.





8h37: Familiares de terroristas libertados

O enviado especial da RTP dá conta de que ainda há poucos minutos se ouviram rajadas de de tiros. As autoridades anunciaram ainda que todos os familiares de Omar Ismail Mostefai e Sami Amimour, dois dos terroristas do Bataclan, foram libertados. Estavam detidos desde o passado domingo.

8h31: Confirmação da Justiça: cinco detidos. Uma bombista suicida explodiu-se.

A justiça francesa confirma que uma bombista suicida se explodiu esta quarta-feira. A mulher ativou o cinturão de explosivos logo no início da operação policial, por volta das 4h20 (hora de Paris).

As autoridades fizeram cinco detenções: três homens que se encontravam o apartamento foram detidos pelas forças especiais e duas pessoas que se encontravam perto do apartamento.


8h30: Cerco e Tiroteio em Saint-Denis

Uma operação policial foi lançada esta manhã em Saint-Denis, a norte de Paris. O assalto decorre ainda na rua Gabriel Péry, onde se registou um tiroteio que durou mais de hora e meia entre as 4h20 e as 6h00 (hora de Paris).

O enviado especial da RTP a Paris apurou que estão confirmadas já três mortos neste ataque, nomeadamente um mulher que se fez explodir durante a operação.

Segundo a imprensa francesa, citando fontes da investigação, a polícia suspeita que entre os vários homens cercados se encontre Abdelhamid Abaaoud, o cidadão belga suspeito de ter organizado os atentados.

A imprensa não pode aproximar-se, mas verificou-se à distância a chegada de forças militares, que vieram reforçar o dispositivo policial de cerco.

A autarquia local já recomendou a todos os habitantes da zona que não saiam de casa. Todos os transportes públicos que passam por Saint-Denis foram interrompidos. As escolas não abrirão esta quarta-feira.

ACOMPANHE A TARDE INFORMATIVA DA RTP3

ACOMPANHE A EMISSÃO DA ANTENA1 EM DIRETO

A informação mais vista