Catedral Notre Dame de Paris em chamas

| Mundo

O incêndio começou pelas 18h50 nos sótãos da Catedral de Notre Dame
|

Um incêndio deflagrou na Catedral de Notre Dame em Paris ao fim da tarde desta segunda-feira. As chamas alastraram de forma incontrolável apesar dos esforços de centenas de bombeiros.

Logo de início era visível uma nuvem de fumo a subir entre as duas torres sineiras da Catedral, enquanto as chamas devoravam a cobertura.

Cerca de uma hora depois, a espiral da catedral ruiu. 


O porta-voz dos bombeiros de Paris declarou que as próximas horas serão cruciais para controlar as chamas

A altura do edifício impediu um combate às chamas eficaz, já que escadas e mangueiras não conseguiam chegar às chamas.

"O principal problema é o acesso", reconheceram fontes Câmara de Paris ao  jornal Le Monde. "É muito complicado".

"Nesta altura não está prevista a acção de Canadair", acrescentaram, em referência aos aviões tanque de combate a incêndios.

Pelo menos dois bombeiros subiram ao segundo andar de uma das torres levando consigo mangueiras, para tentar conter o incêndio. Os seus esforços não conseguiram impedir o colapso total do telhado da nave da Catedral, pouco depois das 20h00 locais.

O vice-ministro do ministro do Interior, assim como a presidente da câmara, Anne Hidalgo, o procurador de Paris, Remy Heitz e o prefeito da polícia, Didier Lallement, foram para o local o mais depressa possível.

Pouco depois das 20h00, os responsáveis do ministério do Interior confirmaram a inexistência de vítimas.

O Presidente de França, Emmanuel Macron, chegou ao adro da Catedral cerca das 20h50, acompanhado da sua mulher, Brigitte Macron.
Macron. "Comoção de uma nação inteira"

A área em torno da Catedral foi evacuada e a circulação no rio Sena foi proibida. Uma enorme operação de socorro, envolvendo centenas de bombeiros, foi lançada pouco depois do alarme.

A cena em torno da Île de Paris, onde se situa a Catedral, tornou-se caótica, com os bombeiros a cortar ruas e a polícia a impedir dezenas de curiosos de ultrapassar o limite do perímetro de segurança.

Devido ao "terrível incêndio" na Catedral, Macron cancelou o discurso à nação sobre o movimento dos "coletes amarelos", marcado para esta segunda-feira.

No Twitter, o chefe de Estado francês fala de uma "comoção" nacional e que "parte" de França ardeu com o incêndio na catedral.


"Notre-Dame de Paris em chamas. Comoção de uma nação inteira. Tenho em pensamento em todos os católicos e em todos os franceses. Tal como todos os nossos compatriotas, estou triste por ver esta parte de nós a arder", escreveu.

Também no Twitter, os internautas publicaram vários vídeos e imagens do incêndio.










De acordo com o jornal Le Monde, o incêndio terá começado nos sótãos cerca das 18h50 locais e alastrado rapidamente.

Era impossível perceber a causa das chamas ou calcular a extensão dos estragos.

A Catedral de Notre Dame, um dos monumentos mais visitados do mundo, estava em obras de restauro há mais de um ano.

Na reação a este incêndio, o Presidente norte-americano diz-se horrorizado com as imagens da Catedral em chamas. "Talvez se pudessem usar aviões-tanque para o apagar. Têm de agir rapidamente!", sugeriu Donald Trump. 


"Que dor ver estar imagens atrozes de Notre Dame em chamas. Notre Dame é um símbolo de França e da nossa cultura europeia. Todos os nossos pensamentos estão com os nossos amigos franceses. Estamos a seu lado", escreveu por seu lado no Twitter o porta-voz da chanceler alemã, Angela Merkel.

A Catedral de Notre-Dame de Paris é uma das mais antigas catedrais francesas em estilo gótico, e situa-se numa pequena ilha, a Île de la Cité, no meio do rio Sena.

A sua construção iniciou-se no ano de 1163, dedicada a Maria, Mãe de Jesus Cristo, de acordo com o estilo gótico em todo o seu esplendor, de colunas altas e arcos para sustentar o peso dos telhados. Demorou 180 anos a construir.

As suas janelas, mais amplas e altas do que as anteriores igrejas românicas, foram decoradas com vitrais que filtravam a luz natural.

Além das duas torres sineiras características, a imensa rosácea no extremo da grande nave foi sempre uma das imagens icónicas da Catedral.

Tópicos:

Catedral, Incêndio, Paris, Notre Dame,

A informação mais vista

+ Em Foco

Gravações da PIDE mostram como a polícia política vigiava os opositores do Estado Novo. A RTP teve acesso a essas gravações e divulga-as pela primeira vez.

Nos 45 anos do 25 de Abril, a RTP mostra-lhe em exclusivo um documento inédito sobre o período do PREC - um documentário de Jacinto Godinho.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.