Grécia anuncia nova barreira anti-imigração pronta até abril

por RTP
Soldados gregos de patrulha na região de Evros, Grécia, em missão contra a entrada de migrantes ilegais em território grego, a 7 março de 2020 Reuters

Atenas anunciou a construção de uma nova barreira entre a Grécia e a Turquia, para deter a passagem de imigrantes ilegais. De acordo com o gabinete do primeiro-ministro, Kyriakos Mitsotakis, a barreira ficará pronta até abril do próximo ano.

Mitsotakis visitou este sábado o local, em Evros, no nordeste da Grécia, onde a barreira vai ser erguida. “O primeiro-ministro prometeu visitar a região novamente até abril, data em que o projeto deverá estar concluído”, referiu a nota do seu gabinete.

O Governo grego irá também recrutar mais 400 guardas-fronteiriços a colocar em Evros, onde uma barreira já existente de 10 quilómetros deverá ser reforçada.

A construção de uma barreira de 26 quilómetros na zona já tinha sido anunciada após as tentativas de entrada em território grego, em finais de fevereiro e princípios de março, de migrantes alegadamente encorajados por Ancara.

Nos confrontos decorridos na ocasião e ao longo de vários dias, os migrantes tentaram passar a fronteira apedrejando a polícia antimotim grega, que replicou com gás lacrimogénio.

Atenas afirmou que os migrantes foram auxiliados pela polícia turca, que lhes terá fornecido nomeadamente alicates para cortar os arames que impedem a passagem fronteiriça. Os agentes turcos também dispararam granadas de gás lacrimogénio contra os guara-fronteiriços gregos.

Ancara afirmou que vários migrantes foram mortos e feridos por tiros disparados do lado grego, alegação desmentida pelas autoridades atenienses.
Tópicos
pub