Play - É Ou Não É? - O Grande Debate

Ep. 22

Duração: 1h 41min

RTP1

Foi há mais de três anos que o movimento #metoo ganhou uma dinâmica imparável, denunciando casos sucessivos de assédio sexual em diversas áreas de atividade, como no cinema, nos média, em diversas empresas e também na política. A bola de neve cresceu e correu mundo, mas só nas duas últimas semanas o fenómeno ganhou uma força como não tinha revelado ainda em Portugal.
Comigo esta noite estão algumas das mulheres que assumiram publicamente terem sido vítimas de assédio, como a apresentadora da RTP Catarina Furtado, a ex-jornalista Bárbara Guevara e a diretora de comunicação do grupo Bel, Helena Ferro Gouveia.São ainda convidados Daniel Cotrim, psicólogo e assessor técnico da direcção da APAV, Anália Torres, professora de Sociologia e coordenadora de um grande estudo sobre assédio sexual e moral no trabalho e ainda Maria José Magalhães, presidente da UMAR (União de Mulheres, Alternativa e Resposta).

Play - É Ou Não É? - O Grande Debate
RTP1

Em É Ou Não É? - O Grande Debate é um espaço de debate onde se pretende promover a discussão e dissipar dúvidas, mas acima de tudo acrescentar conhecimento sobre os principais assuntos da atualidade, desde a Saúde, à Educação, à Justiça, mas também dos desafios com que o futuro nos interpela diariamente, designadamente ao nível tecnológico e ambiental. Carlos Daniel é o moderador deste espaço de debate que contará com a presença de personalidades da vida pública e especialistas para uma reflexão tão interessante quanto profunda sobre os tempos de mudança onde a investigação, a inovação e os problemas do mundo global são fatores decisivos e presentes nas nossas vidas.

duração total 1h 41min
posição atual:
ir para o minuto:

episódios disponíveis

09 abr. 2024 Ep. 122

As Prioridades do Novo Governo

Estamos de volta aos debates de terça-feira na televisão pública portuguesa, uma semana depois da posse do novo executivo, de Luís Montenegro, e a dois dias de ser apresentado o programa de governo na Assembleia da República. A pergunta de partida é se é ou não é possível a estabilidade política no país?
As respostas são dos nossos convidados desta semana: o social democrata José Matos Correia, o socialista António Correia de Campos, o historiador Jaime Nogueira Pinto, o economista José Reis, em direto dos estúdios da RTP em Coimbra e as jornalistas Leonete Botelho, editora de política do Público, e Maria Flor Pedroso, da Antena 1.
Vamos partir da recente troca de cartas entre Pedro Nuno Santos e Luís Montenegro, do que isso pode significar, ou não, quanto a um entendimentos futuros, num contexto em que surgem apelos a um esforço de consenso, desde logo por parte do novo Presidente da Assembleia da República.

19 mar. 2024 Ep. 121

Como é ser mulher no século XXI?

Nos 50 anos da democracia, há uma parte importante do sonho de liberdade por cumprir. A democracia só será plena quando houver paridade de género, porque hoje as mulheres ainda não existem em pleno na nossa sociedade. Estão sub representadas no espaço público, e por isso mesmo também nas políticas públicas. Estudam mais, acumulam trabalho com a maternidade mas ganham menos. Também não admira que os níveis de burnout sejam superiores nas mulheres. Estas desigualdades não são novidade, mas a inércia e a persistência destes desequilíbrios impõem o debate. Feitas as contas, afinal o dia da mulher é ou não é quando o homem quer?
As respostas desta semana em estúdio são da jornalista Maria Antónia Palla, da advogada Leonor Caldeira, da artista Ana Matos Fernandes ou Capicua, da socióloga Sheila Khan, da ex secretária geral da CGTP Isabel Camarinha, e connosco também mas à distância vão estar Mónica Ferro, directora do escritório de Londres do Fundo das Nações Unidas para a população, e agora um homem que está a meio de uma noite em que se comemora o dia do pai, o psiquiatra e sexólogo Júlio Machado Vaz.
Este é ou não é um tempo em que se decide o retrocesso ou finalmente o sonho.

05 mar. 2024 Ep. 120

Quem vai ganhar as eleições?

Este é o ?É ou não é?? de 5 de março de 2024. Significa que estamos rigorosamente a cinco dias das eleições que vão determinar o Parlamento e o futuro governo do país e estamos a três dias apenas do final da campanha eleitoral.
Os partidos estão, assim, a jogar todos os argumentos com uma expectativa grande e, aparentemente, um interesse também grande em relação a estas eleições. Mas permanecem as dúvidas sobre o que vai acontecer à abstenção, mas também uma outra certeza: a de que temos ainda uma percentagem de indecisos bastante elevada. Algumas sondagens colocam-na ainda muito perto da fasquia dos 20%.
São estes os dados de partida a que vamos juntar vários outros muito concretos, com a ajuda dos repórteres RTP que acompanham esta campanha.
Já em estúdio, esta noite debatemos com o contributo de Carmo Afonso, advogada e comentadora, Luís Aguiar-Conraria, presidente da Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho, João Marecos, advogado e investigador, Adriana Cardoso, farmacêutica, analista da actualidade política, Ricardo Jorge Pinto, jornalista da Lusa e comentador RTP, e ainda à distância, mas em permanência, contamos com o contributo da jornalista, Ana Sá Lopes, jornalista do Público.

27 fev. 2024 Ep. 119

Quem vai convencer os indecisos?

06 fev. 2024 Ep. 118

O que vai sair das eleições?

Estamos a um mês e cinco dias de escolher o novo Parlamento e, por via disso, o próximo governo do país. Ontem arrancaram os debates televisivos e a RTP publicou uma sondagem da Universidade Católica que dá vantagem à Aliança Democrática face ao Partido Socialista.
E o debate sobre "quem ganhará" e "como poderá governar" tem agora mais um elemento significativo, resultante da vitória da AD nas eleições dos Açores e de o líder da coligação, José Manuel Bolieiro, ter estendido ao arquipélago o "não é não" do PSD em relação ao Chega.
O que muda no xadrez político nacional se a AD confirmar a vontade de governar em minoria nos Açores? Concretamente, até que ponto isso faz do Chega um problema também do PS, que terá de decidir se viabiliza ou não o governo de centro-direita?
Para debater o momento do país e o caminho até 10 de Março são nossos convidados os professores de Economia Luís Aguiar Conraria e Susana Peralta, os jornalistas Rosália Amorim e Manuel Carvalho e a jurista e colunista Carmo Afonso.

30 jan. 2024 Ep. 117

Que saída para a tempestade política?

Estes são dias de tempestade perfeita na política portuguesa, com um governo de gestão na República, um governo sem futuro na Madeira e eleições nos Açores, já próximo domingo, sem que se preveja qualquer facilidade em formar governo.
Para olhar este momento, a menos de mês e meio de irmos às urnas escolher o novo executivo do país e com a palavra corrupção a dominar estes dias de campanha ou pré-campanha, são nossos convidados os antigos deputados e também governantes,Ascenso Simões do PS e Manuel Castro Almeida do PSD,o jornalista e Publisher do Observador José Manuel Fernandes e os professores de ciência política Marina Costa Lobo e André Freire.

23 jan. 2024 Ep. 116

Os jovens interessam-se por política?

Estamos a um mês e meio das eleições que vão determinar o futuro governo de Portugal.
E é de futuro que nos propomos falar hoje, concretamente da relação dos mais novos com a política.
Afinal, quais os temas que hoje mobilizam os jovens eleitores, incluindo os que irão votar pela primeira vez, e o que espera da política a geração que já cresceu no século XXI.
A maior parte dos nossos convidados atingiu a idade adulta já depois do ano 2000, concretamente a Adriana Carvalho, 23 anos, licenciada em Ciências Farmacêuticas e a trabalhar atualmente no Infarmed, o Miguel Herdade, 32 anos, especialista em educação e integração social, já deu aulas em Portugal, na Nova SBE, atualmente está na direção de uma escola em Londres, em estúdio a Leonor Caldeira, de 30 anos, que é advogada e o José Maria Pimentel, 36 anos, economista, autor de um podcast sobre política, também de livros e organizador de sessões sobre pensamento crítico.
A acompanhá-los estão neste programa a professora de Ciência Política da Universidade de Aveiro, Patrícia Silva, com vários trabalhos realizados sobre estes temas, e o Diretor do CESOP; o Centro de sondagens da Católica, Ricardo Ferreira Reis, que nos vai ajudar a perceber os indicadores mais seguros sobre voto jovem, quer os que resultam das legislativas de há dois anos, como os de estudos de opinião entretanto realizados.

16 jan. 2024 Ep. 115

Jornalismo em estado crítico

O caso dos salários em atraso no grupo Global Media veio deixar e nu, em definitivo, uma situação de crise que se agrava nos meios de comunicação social em Portugal. Antes foram os despedimentos no jornal ?A Bola?, os sinais de claras dificuldades na revista Visão, o anúncio de reestruturações noutras casas de informação, mas quando os donos do JN, do DN e da TSF deixam, pura e simplesmente de pagar salários, soaram os alarmes.
E foi nesse momento que o país inteiro percebeu, incrédulo, que ninguém sabe sequer quem é, verdadeiramente o dono desse grupo, quem é que manda nos dos maiores grupos de comunicação social em Portugal.
Vamos discutir o tema tendo à porta o Congresso dos Jornalistas Portugueses, o quinto Congresso,... que vai ter como presidente o jornalista Pedro Coelho, jornalista da SIC, que é nosso convidado esta noite. Além dele, recebemos em direto dois antigos responsáveis governamentais pela comunicação social: Alberto Arons de Carvalho, ex-secretário de estado do PS, e Miguel Poiares Maduro, ex-ministro do PSD. Recebemos também a presidente da Associação Portuguesa de Imprensa, Cláudia Maia, a professora de Ciências da Comunicação Marisa Torres da Silva, e ainda Rui Moreira, presidente da Câmara do Porto, que lançou a ideia de uma maior participação dos municípios na comunicação social.
Mas a começar o debate, têm voz quatro convidados especiais, um de cada um dos principais títulos da Global Media Group, e que estão a passar por uma situação que dificilmente terão imaginado: Valentina Marcelino, Jornalista do Diário Notícias; Joana Almeida Silva, Jornalista do JN; Filipe Santa-Bárbara, Jornalista da TSF e ainda de Francisco Sebe, Jornalista do jornal "O JOGO?.

19 dez. 2023 Ep. 114

O Novo Xadrez Político

Portugal tem um novo xadrez político. O Partido Socialista escolheu Pedro Nuno Santos para o combate eleitoral de onde vai sair o próximo primeiro-ministro. Chegou mais cedo onde queria, mas vai ter de correr para o dia 10 de Março. Não exclui uma nova geringonça como solução política, mas só o PCP e o Bloco de Esquerda sabem se já sararam as feridas da anterior. A direita acusa-o de ser um líder impreparado. Com estas peças no tabuleiro é ou não é possível estabilidade?
São convidados do "É ou não é?" desta semana o sociólogo e comentador da RTP Paulo Pedroso; André Azevedo Alves, politólogo; Leonete Botelho editora de política do jornal Público, a politóloga Filipa Raimundo e o professor Carlos Jalali, politólogo.

12 dez. 2023 Ep. 113

É possível fazer mais pela cultura?

É a cultura que mais identifica um país e define um povo, mas que relação temos hoje com ela? Quais são os hábitos de consumo cultural dos portugueses? Há ou não públicos com dimensão suficiente para que se possa viver da música, da literatura ou do teatro em Portugal? Porque discutir a cultura é discutir o país que somos e queremos ser, é ou não é possível fazer mais pela cultura em Portugal?
Para encontrar respostas a estas e outras perguntas, e em direto do Cineteatro Louletano, em Loulé, contamos hoje com o contributo de Lídia Jorge, natural do concelho de Loulé, Boliqueime.
Recebemos também o Ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva; Pedro Penim, director artístico do Teatro Nacional Dona Maria II, recentemente escolhido para mais um mandato; Kalaf Epalanga, músico, escritor, e ligado ao projecto Buraka Som Sistema, actualmente radicado em Berlim; Álvaro Covões, um dos maiores promotores de espectáculos e festivais em Portugal.
E à distância, mas em permanência, contamos também com o contributo de Simonetta Luz Afonso, Conservadora de Museus e Gestora Cultural, com um trajecto na Cultura absolutamente ímpar.

05 dez. 2023 Ep. 112

Caso Marcelo

É mais um caso a abalar o país político, desta vez com o Presidente da República no centro da polémica. Duas bebés luso-brasileiras que sofrem de uma doença rara foram tratadas em Portugal, no ano 2020, com recurso um medicamento muito caro, referido mesmo como o mais caro do mundo, e há suspeitas de terem tido um tratamento de favor, desde logo pela rapidez com que o processo se desenrolou.
Ontem mesmo, o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, que antes tinha dito não se lembrar do caso, veio admitir que recebeu, há quatro anos, um email do filho, Nuno Rebelo de Sousa, a relatar a vontade de ajudar a família das gémeas, email a que deu uma sequência que considerada ?neutral?, primeiro para uma consultora da Presidência e depois para o governo.
Para debater o caso, que tem várias dimensões por explicar, estão comigo esta noite o advogado Manuel Magalhães e Silva, o antigo ministro da Saúde António Correia de Campos, o jornalista da RTP António José Teixeira, a jornalista e Editora Executiva do jornal Público Helena Pereira, o antigo Presidente do Infarmed e ex-Bastonário Ordem Farmacêuticos José Aranda da Silva e ainda se vai juntar a nós, mais daqui a pouco, o Ex-Bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães.

28 nov. 2023 Ep. 111

Quem vai ganhar as eleições?

A RTP está a divulgar, entre ontem e amanhã, uma grande sondagem da Universidade Católica, realizada também para o jornal Público, sobre o momento político do país e as intenções de voto quanto às legislativas de 10 de março do próximo ano.
A principal novidade do dia de hoje é que há um empate técnico na preferência para o lugar de primeiro-ministro entre Luís Montenegro e Pedro Nuno Santos,com ligeira vantagem do presidente do PSD, mas que o cenário seria diferente, com vantagem socialista, se o candidato do PS fosse José Luís Carneiro.
Já entre os que votaram PS em 2022, Pedro Nuno Santos leva vantagem sobre José Luís Carneiro, enquanto nos eleitores de centro e direita ? concretamente os que votaram PSD, Iniciativa Liberal e CDS ? o candidato preferido seria Pedro Passos Coelho.
Para o debate desta semana são nossos convidados Pedro Duarte, Coordenador do Conselho Estratégico Nacional do PSD, os deputados do PS Jamila Madeira (que apoia José Luís Carneiro) e Pedro Delgado Alves (que está com Pedro Nuno Santos), o diretor do jornal Público David Pontes, connosco a partir de Bruxelas, e ainda Ricardo Ferreira Reis, da Católica Sondagens, que coordenou o estudo de opinião com que começamos hoje o debate.

731604

Instale a aplicação RTP Play

Disponível para iOS, Android, Apple TV, Android TV e CarPlay