As Horas Extraordinárias

Os seus traços,tão corretos quase transformavam num careca bonito|Ep. 9715 Set. 2022

"Os seus traços,tão correctos que quase o transformavam num careca bonito(…) possuíam uma certa força,ou resultava esta da dureza habitual da sua expressão".As palavras encontram-se no rosto do romancista que as escreve.

Play - As Horas Extraordinárias

Ep. 97

Duração: 2min

Género: Artes

Antena1

"Os seus traços,tão correctos que quase o transformavam num careca bonito(…) possuíam uma certa força,ou resultava esta da dureza habitual da sua expressão".As palavras encontram-se no rosto do romancista que as escreve.

Play - As Horas Extraordinárias
Género: Artes Antena1

Da música à poesia, passado pela arte contemporânea ou a subtileza do desenho. O regresso de Teresa Nicolau à rádio onde nasceu como profissional. Cónica com escolhas pessoais para dar o palco certo à Arte e à Cultura.

duração total 2min
posição atual:
ir para o minuto:

episódios disponíveis

02 Dez. 2022 Ep. 140

Chico faz sempre compasso certo para nos fazer esperar

Chico Buarque regressa a Portugal a prever o que aconteceu com o 6 concertos de 2018 Estes 4 espetáculos podem esgotar em menos de 24 horas O artista brasileiro vem também para receber o prémio Camões atribuído em 2019

29 Nov. 2022 Ep. 138

Perdi rumo porque perdi pai,nem sabia,perdi mãe antes de desabar

E mantive. O canto dos estorninhos numa manhã de novembro, enquanto a chuva soe guardava para uma hora depois. Poderia preferir nada dizer A musica conta tudo. A literatura é apenas uma brancura. E essa é a nossa sorte.

25 Nov. 2022 Ep. 137

No entanto,continuo a ler melancolia,sentir o tempo certo da vida

Começa com a frase mais sábia das minhas recentes leituras. “O futuro não está escrito” Isabela Figueiredo edita o livro das solidões, duas pessoas que estão só para ser. O novo livro chama-se “Um cão no Meio do caminho”

23 Nov. 2022 Ep. 136

Uma pessoa faz o mundo,possibilidade de cultura terá ser lembrada

Amilcar Cabral teve sonhos da lei liberdade,paz partilhada, oferenda e lembrança. Mestre da independência,reconhecido intelectual...universaliza a ideia de cultura,como único caminho para o entendimento entre os povos.

22 Nov. 2022 Ep. 135

A promessa começa por uma frase escrita

Ana Luísa Amaral. “Para a Teresa nesta continuação de diálogo poético.” Nesta conversa, há o pequeno poema “Identidade” que tão bem retrata os tempos.

21 Nov. 2022 Ep. 134

O ladrão dedicado que sofria de poesia

Poema de Ruy Belo "Morte ao meio-dia" Por Máriio Viegas

18 Nov. 2022 Ep. 133

100 anos e um dia de Saramago.

Na semana eufórica em que uma efeméride foi mais do que essa data, a celebração apenas se completa se for a leitura mais ato do que intenção.

16 Nov. 2022 Ep. 132

No papel e na palavra há o risco da voz

As mulheres Saramaguianas

15 Nov. 2022 Ep. 131

Correr,correr e vencer.Nada está ganho,partir é apenas a chegada.

Um dia, pensou que prémio tinha festa e efusão. Entregar o gosto e o esforço num papel que dizia: sucesso e perfeição. Território, escrita. Viagem. A ver se um dia, o caminho leva à maresia.

14 Nov. 2022 Ep. 130

Estrondo é adjetivo quando se fala da Mulher que se dizia assim.

Natália Correia em celebração, para o centenário da Mulher. Que somos todas.

11 Nov. 2022 Ep. 129

Deixar cair o sol em suave permanência

Para ouvir a cidade, que respira. Da alegria, aprende-se a ganhar minutos… ... um passo em frente e lugar seguro. Sempre o ruído que pode ser som, o navio que chega e as águas agitadas lembram as viagens futuras.

10 Nov. 2022 Ep. 128

O resumo do mundo feito em três frases de Saramago.

“O que mais há na terra, é paisagem. Por muito que do resto lhe falte, a paisagem sempre sobrou, abundância que só por milagre... ...a paisagem é sem dúvida anterior ao homem, e...de tanto existir, não se acabou ainda”

652340

Instale a aplicação RTP Play

Disponível para iOS, Android, Apple TV, Android TV e CarPlay