A Minha Tese

Inês Gonçalves (Doutoramento em Engenharia Biomédica - Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto) | 15 Jan, 2016 | Episódio 2

Partilhar este episódio
Posi�ao Corrente: minutos e segundos
Ir para o Minuto:
Play - A Minha Tese

A Minha Tese

Inês Gonçalves (Doutoramento em Engenharia Biomédica - Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto) | 15 Jan, 2016 | Episódio 2

Neste episódio, apresentamos a investigação da Doutora Neste episódio, apresentamos a investigação da Doutora Inês Gonçalves e o seu percurso. Contamos com os testemunhos do Investigador Coordenador no IPATIMUP, Dr. Celso Reis; da Investigadora do INEB, Dra. Cristina Martins; entre outros.
Licenciou-se em Microbiologia na Universidade Católica e prosseguiu os estudos com um Doutoramento em Engenharia Biomédica na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, com a tese "Molecularly engineered materials for selective albumin binding to reduce the risk of thrombus formation".
Venceu o prémio Pulido Valente pelo seu artigo publicado na revista Internacional Biomaterials, sobre melhoramento de biomateriais que contactam com o sangue humano.
Esteve num programa de Pós-doutoramento no Instituto de Engenharia Biomédica ((tese: "Glycosylation of mucoadhesive microspheres to eliminate H. pylori gastric colonization").
Com o projecto "Biomedical Engineering for Regenerative Therapies and Cancer", foi uma das vencedoras das "Medalhas de Honra L"Oréal Portugal para Mulheres na Ciência" e premiada com 20 mil euros.
Neste episódio, vamos até ao INEB e IPATIMUP, onde a Dra. Inês Gonçalves apresenta-nos a sua mais recente investigação que consiste na criação de biomateriais como método alternativo no tratamento da Helicobacter pylori - estudo inovador no combate ao cancro gástrico.
O cancro gástrico tem sido associado à persistência da infecção provocada pela bactéria Helicobacter pylori (H. pylori) no estômago, sendo por isso comum a indicação médica para erradicação desta bactéria. O tratamento actual recorre ao uso de antibióticos mas é ineficaz em 20_ dos casos, deixando um número de pessoas que estimo em potencialmente 140 milhões sem solução alternativa. O objectivo do projecto é eliminar esta bactéria (que infecta 80-90_ dos portugueses), através do desenvolvimento de uma terapia inovadora que recorre ao uso de biomateriais com forma de microesferas. Quando tomadas por via oral, deverão ligar-se às bactérias no estômago, removendo-as pelo trato gastrointestinal. Estas microesferas, produzidas a partir de um polímero natural e revestidas com ligandos específicos para as bactérias, deverão constituir uma alternativa ao uso de antibióticos para eliminação de H. pylori, prevenindo assim o desenvolvimento de doenças gástricas associadas, como o cancro do estômago.
Série de 13 episódios dedicada a teses de doutoramento feitas em Portugal e por portugueses no estrangeiro.