Maratona de Lisboa provoca constrangimentos de trânsito na zona ribeirinha

| Atletismo

|

A zona ribeirinha entre o Parque das Nações, em Lisboa, e Algés, no concelho de Oeiras, vai estar condicionada ao trânsito, no domingo, devido à realização da Maratona de Lisboa, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a PSP de Lisboa avançou que várias artérias da capital, bem como a Ponte Vasco da Gama, vão estar condicionadas a partir das 08:00 de domingo devido à Maratona e Meia Maratona de Lisboa.

A Maratona tem partida em Cascais, pelo que o trânsito vai ficar condicionado a partir das 08:00 junto ao Hipódromo na Avenida da República.

Às 10:15 tem partida da Avenida João II, na Rotunda da Ford, no Parque das Nações, a prova da Maratona em Cadeira de Rodas, e, às 10:30, do mesmo ponto, é dada a partida das Elites da Meia Maratona.

Já pelas 10:30 é dada a partida da Meia Maratona e da Mini-Maratona na Ponte Vasco da Gama.

Todos as provas terminam na Praça do Comércio, à exceção da Mini-Maratona, que finaliza junto ao Altice Arena.

A partir das 09:15, a Avenida da Liberdade vai ficar também condicionada, enquanto a Rua do Ouro e a Rua da Prata ficarão encerradas a partir das 09:15.

O acesso da Ponte Vasco da Gama ao IC2 e o acesso do IC2 ao Parque das Nações é encerrado a partir das 09:00.

De acordo com as autoridades, nunca será permitido circular no IC2 e só serão facilitadas as passagens aos transportes coletivos de passageiros.

De acordo com as autoridades, a prova deverá terminar pelas 14:30.

Ao longo dos trajetos haverá polícias a proceder aos cortes/desvios do trânsito para manter a fluidez rodoviária, informando dos itinerários alternativos e assegurando que todo o evento decorra em segurança e com a devida tranquilidade.

 

Tópicos:

Avenida II Rotunda, Cadeira Rodas, Gama, Hipódromo, Mini,

Pesquise por: Avenida II Rotunda, Cadeira Rodas, Gama, Hipódromo, Mini,

A informação mais vista

+ Em Foco

Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.

    O desaparecimento do jornalista saudita fragiliza a relação dos EUA com uma ditadura que lhe tem sido útil a combater o Irão e a manter os preços do petróleo.

      Na Venezuela, os sequestros estão a aumentar. Em Caracas, só este ano foram raptadas 107 pessoas.

        Faltam seis meses para a saída do Reino Unido da União Europeia. Dia 29 de março de 2019 é a data para o divórcio. A RTP agrega aqui uma série de reportagens sobre o que o Brexit pode significar.