Mundial2022: Selecionador confiante na capacidade turca, mas pede sorte contra Portugal

por Lusa
Estrela Silva - EPA

O selecionador Stefan Kuntz manifestou-se confiante na capacidade da Turquia para o embate contra Portugal, do "play-off" de acesso ao Mundial2022 de futebol, mas considera que os seus jogadores precisam de sorte para sorrir no final.

"Temos bons jogadores e Portugal também. Temos um plano de jogo e temos de concentrar-nos nele. Olhámos para esse jogo da Sérvia (contra Portugal), mas já passou muito tempo. Temos de pensar no futebol dia a dia e, por outro lado, precisamos de ter sorte no jogo (de quinta-feira)", observou o técnico germânico, de 59 anos, durante a conferência de imprensa de antevisão.

Depois, questionado sobre o homólogo Fernando Santos, Kuntz elogiou o selecionador luso e não tem dúvidas de que é pessoa certa para saber como resolver este tipo de jogos.

"Desde 2014 que treina a seleção de Portugal. Claro que tenho o maior respeito pelo meu colega, está em Portugal há oito anos e eu nem estou há oito meses (no cargo de selecionador). É muito experiente, já trabalhou na Grécia, em vários países e sabe como pode resolver este tipo de jogos (a uma mão)", comparou.

Para o técnico, a Turquia tem "capacidade para mostrar que consegue competir contra grandes equipas" e afirma que os seus jogadores sabem como podem parar a equipa lusa, que não se resume ao capitão Cristiano Ronaldo. Por outro lado, não considera que as ausências de João Cancelo, Pepe e Rúben Dias possam trazer algum tipo de vantagem aos visitantes.

"Não vamos jogar contra Ronaldo, mas contra uma equipa com 11 jogadores, que são bons e fortes. Estou convencido que os meus defesas estão prontos para o desafio. Não acredito que isso (das três ausências) seja uma vantagem para nós. Os três jogadores que vão jogar (nesses lugares) vão dar o seu melhor, vão dar o seu máximo", assegurou.

O avançado Burak Yilmaz, colega de equipa no Lille dos defesas José Fonte e Tiago Djaló, também marcou presença na antevisão ao encontro para manifestar-se igualmente confiante num final feliz para a Turquia.

"Todo o nosso grupo quer ir ao Mundial. Tivemos um sorteio muito difícil e Portugal é uma equipa que não é fácil, é muito grande e temos muito respeito. Tem muitos bons jogadores a jogar em todo Mundo e na Europa. Também queremos ganhar e ir ao Mundial. Não vamos perder e estamos prontos, acreditamos que vamos passar amanhã (quinta-feira)", argumentou.

Sobre o duelo que poderá ter com o amigo Fonte, Yilmaz disse que "no campo não há amizade, porque estão um contra o outro".

Portugal e Turquia jogam na quinta-feira, a partir das 19:45, no Estádio do Dragão, no Porto, em encontro das meias-finais do caminho C dos 'play-offs' europeus de acesso à fase final do Mundial2022, que será dirigido pelo alemão Daniel Siebert.

Quem vencer este duelo recebe, na terça-feira (29 de março), o vencedor do embate entre Itália e Macedónia do Norte, que também se defrontam na quinta-feira, em Palermo. Se Portugal passar, volta a ser anfitrião no Dragão.

Portugal procura a oitava presença em Mundiais, e quinta consecutiva, depois de 1966, 1986, 2002, 2006, 2010, 2014 e 2018, enquanto os turcos tentam apenas a terceira, após 1954 e 2002.
pub