Amorim quer vencer a Taça da Liga para "não esquecer o sabor da vitória"

por Lusa

 O treinador do Sporting está "confiante" de que os `leões` vão conquistar a terceira Taça da Liga de futebol consecutiva na final com o FC Porto, mas realça o valor do adversário.

Rúben Amorim não espera grandes surpresas no jogo frente aos `dragões`, sublinha que "as duas equipas se conhecem bem" e vinca que o Sporting tem de ser "agressivo" para levantar o primeiro troféu da época.

"Vai ser difícil haver surpresas, mas cada jogo tem a sua história e depende de como as equipas se adaptam. Os treinadores já jogaram muitas vezes um contra o outro, os jogadores conhecem-se, o FC Porto mudou e nós também. São duas equipas com estilos diferentes e cada uma vai tentar ser mais forte. Do nosso lado temos de aumentar a intensidade e a agressividade. Não se pode jogar com o FC Porto de Conceição sem ser agressivo", disse Amorim, que destacou Taremi, Otávio e Pepe como os jogadores mais importantes dos campeões nacionais.

Sobre a importância do encontro, Rúben Amorim não hesitou e afirmou que a final é mais importante para a turma de Alvalade.

"Para nós é um troféu mais importante, porque temos menos títulos, saímos da Taça de Portugal e da Liga dos Campeões, e porque o FC Porto ganhou a Taça e o campeonato. É mais importante para nós, mas a vontade é igual dos dois lados. Queremos vencer e precisamos deste título. Temos um projeto que precisa de títulos e estou confiante de que vamos vencer", referiu.

Amorim salientou que é importante que o Sporting não se esqueça do "sabor da vitória".

"Sei que ganhar não salva nada, mas é importante porque é bom não esquecer o sabor da vitória. É viciante e é bom sentir esse sabor", assumiu o treinador, que lembrou ainda que ganhar a Taça da Liga é "importante" pela época irregular que os `leões` têm tido.

Ainda assim, Amorim não quer que vencer este troféu seja visto como uma tábua de salvação.

"A Taça da Liga não chega. Não podemos ter um discurso e mudar quando as coisas não correm bem. Conquistar um título é escasso, tal como foi o ano passado. Quero que os jogadores sintam isso. Temos de ganhar jogos atrás de jogos", concluiu o técnico.

O Sporting, vencedor da Taça da Liga em 2017/18, 2018/19, 2020/21 e 2021/22, vai defrontar o FC Porto, finalista derrotado em 2009/10, 2012/13, 2018/19 e 2019/20, no sábado, às 19:45, no Estádio Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria, no encontro decisivo da 16.ª edição da prova, com arbitragem de João Pinheiro, da associação de Braga.

 

 

pub