Benfica. Rui Costa nega envolvimento em esquema de desvio de fundos

por Inês Geraldo - RTP
Miguel A. Lopes - Lusa

O presidente do Benfica respondeu esta quinta-feira às notícias sobre um possível envolvimento num plano para desvio de fundos do clube da Luz. Em comunicado, Rui Costa nega saber ou ter estado envolvido em qualquer esquema.

Depois de ser noticiado na manhã desta quinta-feira que Rui Costa, atual presidente do Benfica, podia estar envolvido num esquema de desvio de fundos, através da contração de jogadores, o dirigente dos encarnados emitiu um comunicado em que nega qualquer envolvimento.

"Em face das notícias hoje publicadas, repudio totalmente ter tido conhecimento ou intervenção em qualquer suposto plano para desviar fundos do Benfica ou da Benfica SAD, seja através da negociação de jogadores, seja de qualquer outra forma".

O agora presidente e antigo jogador do Benfica afirmou ser "leal" ao clube e que não aceita acusações de condutas impróprias.

"Sempre fui, e sou, totalmente leal ao Benfica, e não aceito insinuações ou afirmações de conduta menos própria, ou de compactuar com qualquer coisa ilícita".

Rui Costa garantiu também ter prestado declarações às autoridades e diz estar disponível para continuar a colaborar com as mesmas.

"Na qualidade de atual Presidente do Benfica e também por inerência das funções de administrador executivo no período sob investigação, prestei às Autoridades todos os esclarecimentos de que era capaz, segundo o meu conhecimento, e sempre estarei disponível para o fazer".

De acordo com o Observador, Rui Costa, Luís Filipe Vieira, Domingos Soares de Oliveira e Paulo Gonçalves estão a ser indiciados pelos crimes de recebimento indevido de vantagem e fraude fiscal qualificada e que terão recebido cerca de seis milhões de euros através de falsos contratos de intermediação de compra e venda de jogadores.
Tópicos
pub