Roger Schmidt volta a criticar arbitragem

por RTP

O treinador do Benfica diz compreender a frustração de Di María com o golo anulado no dérbi da Taça de Portugal contra o Sporting e considera que o árbitro Fábio Veríssimo merece ser criticado pela “má decisão”.

Em conferência de imprensa de antevisão ao clássico de domingo frente ao FC Porto, a contar para a I Liga, o foco ainda esteve também virado para o dérbi lisboeta disputado quinta-feira, no reduto sportinguista, da primeira mão das ‘meias’ da Taça de Portugal.

Os ‘leões’ estiveram a vencer por 2-0, através dos golos de Pedro Gonçalves, aos nove minutos, e Gyökeres, aos 54, mas o Benfica reduziu por intermédio de Aursnes, aos 68, antes de Di María ter um golo anulado com recurso ao videoárbitro (VAR), a entender que Tengstedt, fora de jogo, interfere na visão do guarda-redes ‘leonino’ Franco Israel.

Para além dessa situação, na qual Roger Schmidt voltou a exprimir a sua opinião, o treinador alemão lembrou ainda uma situação de grande penalidade assinalada a favor do Sporting, numa queda de Edwards no interior da área, sem ninguém lhe ter tocado, que entretanto foi revertida pelo VAR devido a um fora de jogo no decurso da jogada.

“Toda a gente viu o que se passou na situação do penálti. O árbitro quis dar o penálti. Foi embaraçoso o que aconteceu na área. O jogador do Sporting não teve respeito ao tentar fazer batota com o penálti, mas também foi embaraçoso que o árbitro quisesse dar este penálti. O nível dos árbitros e das decisões tem de ser diferente neste tipo de jogos grandes. Neste jogo, a arbitragem não esteve ao mais alto nível e compreendo a 100% que o Ángel Di María não esteja contente com a decisão”, concluiu o germânico.

Fora os casos polémicos de arbitragem no dérbi, Roger Schmidt apontou que, apesar de as ‘águias’ terem saído derrotados da partida, viu “muita qualidade e mentalidade”: “Estando a perder 2-0, ser capaz de regressar ao jogo e marcar golos mostra que esta equipa acredita sempre em si mesma, sobretudo nos momentos mais complicados”.

O líder Benfica, com 58 pontos, visita no domingo o FC Porto, terceiro, com 49, a partir das 20:30, em clássico da 24.ª jornada da I Liga portuguesa, no Estádio do Dragão, no Porto, que conta com arbitragem de João Pinheiro, da associação de Braga.

(Com Lusa)
pub