Conceição. Só um FC Porto numa "grandíssima noite" pode vencer em Barcelona

por Lusa
Alejandro Garcia - EPA

O treinador Sérgio Conceição considerou segunda-feira que só um FC Porto numa "grandíssima noite" poderá vencer terça-feira na visita ao FC Barcelona, na quinta jornada do Grupo H da Liga dos Campeões de futebol.

"Um bom resultado será a vitoria, sem dúvida, mas é preciso uma grandíssima noite para o conseguirmos contra uma formação como o FC Barcelona. Toda a gente sabe que, independentemente do momento da equipa, nestes jogos de altíssimo nível os jogadores estão super-entusiasmados e motivados. Eles têm um plantel de grandíssimos jogadores em todos os setores. É preciso uma grande noite para ganharmos aqui", reforçou o técnico, em conferência de imprensa.

FC Barcelona e FC Porto lideram a `poule` com nove pontos em 12 possíveis, seguidos dos ucranianos do Shakhtar Donetsk, com seis, enquanto os belgas do Antuérpia ainda não pontuaram.

"Vão defrontar-se dois dos clubes com mais presenças na maior prova de clubes do mundo, o que diz sobre a sua história e peso ante pseudo-crises. Têm jogadores que, em momentos menos bons, dão algo mais. Desconfio sempre dos resultados menos positivos", disse o técnico luso.

Conceição comentava a alegada fase de menor fulgor dos catalães, que perderam 1-0 na visita ao Shakhtar e também em casa 1-2 ante o eterno rival, o Real Madrid, no campeonato espanhol, com igualdade 1-1 em casa do Rayo Vallecano no derradeiro desafio.

"Esperamos um Barcelona fortíssimo, independentemente da equipa em campo. Falta-lhes um ou outro jogador, mas a nós também. Espero um jogo muito disputado", reforçou, considerando que qualquer uma das formações sente a "pressão positiva" inerente a disputar uma competição desta dimensão, juntamente com os desafios nas ligas internas.

O técnico `azul e branco` não sabe ainda se contará com os defesas Pepe e Zaidu, que foram convocados, apesar de limitados fisicamente, mas tem a certeza de que o desafio vai ter "diferentes momentos" e que será "distinto" do que se disputou no Estádio Dragão, em que os portugueses dominaram nas várias estatísticas, contudo foram derrotados por 1-0, num erro aproveitado pelo opositor.

"Vai depender da forma como olharmos para eles e o que dermos em campo mediante as nossas características. Vai depender do que queremos, que é competir, olhar para o jogo focados, concentrados, sem olhar para a classificação. Uma distração pode ser-nos fatal e não queremos isso", sublinhou.

Apesar de reconhecer a "importância de Gavi na manobra da equipa" espanhola, entende que o mais importante será ver que impacto a sua ausência pode ter no coletivo do FC Barcelona - o jovem médio lesionou-se gravemente num joelho ao serviço da seleção espanhola e ficará afastado dos relvados durante vários meses.

O técnico elogiou Nico González, médio portista contratado ao agora rival catalão, garantindo que "tem muita qualidade" e assumindo que não tem jogado tanto por estar a atravessar um "período de adaptação normal": "Vir do FC Barcelona ou do Real Madrid não são favas contadas para jogar no FC Porto".

Se conseguir melhor resultado do que o Shakhtar Donetsk, que defronta o Antuérpia, o FC Porto pode assegurar o 14.º apuramento da sua história para a fase seguinte da prova `milionária`.

O desafio de terça-feira, no Estádio Olímpico de Montjuic, vai ser arbitrado pelo italiano Daniele Orsato, a partir das 20:00 (horas de Lisboa).

Tópicos
pub