Hamilton vence duelo em Espanha

| Fórmula1

Hamilton vence em Espanha
|

Grande corrida de Lewis Hamilton e de Sebastian Vettel em Barcelona, numa vitória tirada a ferros e que confirma a extraordinária e competitiva época que temos visto.

Lewis Hamilton e Mercedes conquistaram uma incrível vitória no Grande Prémio de Espanha e bateram Sebastian Vettel e a Ferrari em mais uma corrida decidida no pormenor, no detalhe da estratégia.

Uma vitória que lhe permite reduzir a diferença no campeonato para a apenas 6 pontos, após 5 provas das 20 da temporada. Lewis venceu pela 2ª vez em Espanha e pela 55ª vez na carreira.



Foi arriscada a manobra tática que a Mercedes ofereceu a Hamilton depois do inglês se achar em 2º lugar batido por Vettel na largada.

O alemão da Ferrari saindo do lado sujo da pista foi melhor no arranque e liderou durante a primeira parte do GP. Pouco depois, na 1ª curva uma carambola com 3 pilotos. Bottas e Raikkonen tocaram-se com o carro do piloto da Ferrari a ser atirado para o lado contrário onde bateu com o Red Bull de Verstappen.

Um embate que deixou de fora Kimi e Max, este último que o ano passado tinha vencido em Barcelona o seu 1º GP de carreira.


Albert Gea

A partir daí, com o duelo entregue na frente a Vettel e Hamilton, assistiu-se a mais uma batalha cheia de emoção e luta direta.

A Ferrari puxou a corda ao chamar Vettel na frente para o 1º pit stop, evitando que a Mercedes fizesse primeiro a operação para tentar a passagem nas boxes. Foi um movimento defensivo mas que a Scuderia tentou blindar com nova colocação de pneus macios no carro de Vettel.


Alberto Gea

E aí a Mercedes respondeu. Mudou de estratégia, colocando Hamilton apenas 7 voltas mais tarde, num turno com pneus médios, deixando a opção de atacar Vettel apenas no final da corrida, quando as opções trocassem e Hamilton estivesse com o pneu mais macio contra o mais duro da Ferrari nos últimos momentos.

A jogada da Mercedes empregou também Valtteri Bottas, atrasando a sua paragem por forma a que ele prendê-se Vettel atrás de si durante algum tempo. E assim aconteceu. Hamilton depois do seu pit stop chegou-se a Vettel que não conseguiu passar Bottas e vendo o inglês aproximar-se quase 50% do seu déficit.

Mas num momento Vettel disse basta. E numa ultrapassagem com tudo, deixou por fim o finlandês para trás, emeaçando pelo exterior e mergulhando por dentro para readquirir o seu primeiro lugar.



Pouco depois o Safety Car virtual foi empregue para retirar da escaptória, o carro de Stoffel Vandoorne que abandonou após toque com o Williams de Felipe Massa. E aí a Mercedes aproveitou para colocar o derradeiro jogo de pneus, macios agora,no carro de Hamilton.

A dúvida? Faltavam 30 voltas. Para um jogo de pneus macios, seria arriscado.

A Ferrari respondeu e parou Vettel na volta seguinte para colocar o pneu médio. Seria mais lento que o de Hamilton mas o composto da Mercedes iria perder eficácia mais cedo nas últimas voltas de corrida.

Na saída da boxe, era essencial que a Ferrari ganhasse a posição da frente. E foi por pouco. Lado a lado, duelo intenso. Vettel forçou Hamilton fa ir por fora na curva 1.


Albert Gea

Hamilton teria de esperar uma oportunidade para passar Vettel se quisesse vencer. Numa pista onde passar é tudo menos fácil.

Demorou 7 voltas, até conseguir dar uso eficaz ao DRS para ascender à lidernaça. Teria a seguir que construir uma vanttagem sem comprometer os pneus num desgaste excessivo.

Não mais cedeu. Ainda foi marcar a volta mais rápida de corrida como que deixando a mensagem que os pneus não derreteriam até final. A corrida estava ganha.


Alberto Estevez

Depois de ajudar Hamilton a aproximar-se de Vettel, Valtteri Bottas acabou prematuramente a corrida quando o motor Mercedes cedeu, na 39ª volta.

Quem gostou da notícia foi Daniel Ricciardo que por fim dá ao australiano o seu 1º pódio da época e o 1º desde o GP do Máxico do ano passado. Mas o ritmo impiedoso de Mercedes e Ferrari na frente deixam uma angústia à Red Bull, cujo carro terminou a 1 minuto e 13 segundos de Lewis e Sebastian.

Atrás mais uma grande corrida dos Force India. A obterem nova dupla pontuação. 4º e 5º lugares de Sergio Perez e Esteban Ocon, a melhor classificação de conjunto desde o GP da Bélgica do ano passado.

Nico Hulkenberg foi 6º no Renault. Nos pontos ainda os Toro Rosso de Carlos Sainz em 7º e Daniil Kvyat em 9º, o Sauber de Pascal Wherlein em 8º e o Haas de Romain Grosjean em 10º.


Juan Medina

A Sauber marcou os seus primeiros pontos no campeonato, restando agora a McLaren como a última escuderia da geral e a única que ainda não pontuou em 2017.

Fernando Alonso teve dia sofrido depois do excelente 7º lugar na grelha, atrasando-se logo de início depois de um toque na 2ª curva da corrida com o Williams de Felipe Massa.

CLASSIFICAÇÃO FINAL GP ESPANHA



No mundial, Vettel lidera agora com 104 pontos. Hamilton vem com 98, Bottas 63 e Raikkonen 49.

Nos construtores, a Mercedes lidera com 161 pontos, a Ferrari tem 132, RedBull 57 e Force India 31.

A Próxima ronda do campeonato é em Monte Carlo, o GP do Mónaco.


ESTATÍSTICAS GP DA ESPANHA DE FÓRMULA 1

VITÓRIA



* Lewis Hamilton - 55 vitória da carreira, é o 2º piloto com mais triunfos na história da F1. À frente só Michael Schumacher com 91.

* 2ª vitória da temporada para Hamilton (em 2016 venceu 10)

* Foi a 2ª vitória de Hamilton em Montmelo.  Venceu também em 2014.

* Foi a 259ª vitória da Grã Bretanha na F1.

* Foi a 34ª vitória do #44 na F1, a 32ª pelo volante de Hamilton.

* Mercedes: 67ª vitória na F1, é a 5ª escuderia com mais vitórias na F1

* Motores Mercedes - 153ª vitória na F1

VITORIAS 2017 - Vettel 2, Hamilton 2, Bottas 1 ; Mercedes 3, Ferrari 2


POLES


Alberto Estevez

* Lewis Hamilton - 64ª pole, a 1 de Ayrton Senna e 4 de Schumacher.

* Lewis Hamilton - 3ª pole no GP da Espanha (2014 e 2016 também)

* Mercedes - 77ª pole position, a 5ª escuderia com mais poles de sempre.

* Motores Mercedes: 160ª pole da história. Mais na frente só Ferrari 209 e Renault 213.

* Foi a 250ª pole da Grã-Bretanha na F1.

* Hamilton marca poles há 11 anos consecutivos (desde 2007). Passa os 10 anos consecutivos em que Ayrton Senna marcou poles. Agora na frente só Michael Schumacher que marcou poles em 13 anos consecutivos. De 1994 a 2006.

* Lewis tem 109 1ª filas (4 em 2017, 15 em 2016, 17 em 2015). É a 2ª maior marca de sempre. Mais, só Schumacher 116.

POLES DE 2017 - Hamilton 3 Bottas 1 Vettel 1 ; Mercedes 4 Ferrari 1

1ªFILAS DE 2017 - Hamilton 4, Vettel 4, Bottas 1 Raikkonen 1 ; Mercedes 5, Ferrari 5.


VOLTAS MAIS RÁPIDAS


Alberto Estevez

*Lewis Hamilton -  34ª Volta Mais Rápida. (3ª do Ano, também fez a melhor no GP da China e Bahrain).

* Mercedes: 50ª volta mais rápida de corrida da história (a 2 da Red Bull)

* Motores Mercedes 144ª Volta rápida de Corrida.

VOLTAS MAIS RÁPIDAS 2017: Hamilton 3 Raikkonen 2 ; Mercedes 3; Ferrari 2

Lewis HAMILTON Mercedes 1'23''593
Sebastian VETTEL Ferrari 1'23''674
Daniel RICCIARDO Red Bull 1'23''686
Fernando ALONSO McLaren 1'23''894
Valtteri BOTTAS Mercedes 1'24''696
Jolyon PALMER Renault 1'24''843
Sergio PEREZ Force India 1'25''755
Daniil KVYAT Toro Rosso 1'25''976
Carlos SAINZ Toro Rosso 1'26''186
Marcus ERICSSON Sauber 1'26''213


PÓDIOS


Juan Medina

* Lewis Hamilton - 108º pódio de carreira . Pela 55ª vez no lugar mais alto.

* Sebastian Vettel - 91º pódio da carreira. Pela 22ª vez no 2º lugar (menos 1 que o # de P2 de Ayrton Senna). Pela 23ª vez no 2º lugar, tantas quantas Ayrton Senna.

* Daniel Ricciardo - 19º pódio de carreira (1º da época e 1º desde o GP do Mexico de 2016). Iguala o número de pódios de Mario Andretti, Giancarlo Fisichella, Dan Gurney e Patrick Depailler. Pela 10ª vez no 3º lugar, tantas quantas Jackie Ickx, Thierry Boutsen e Clay Regazzoni.


* Mercedes - 135º pódio da história (é a 6ª escuderia com mais pódios de sempre no ranking. Está a 2 pódios da Red Bull)

* Ferrari - 713º pódio da história.

* Red Bull - 137º pódio da história

* Motores Mercedes - 401º Pódio

* Motores Ferrari - 719º Pódio

* Motor TAG Heuer - 18º Pódio 

* Grã Bertanha - 639º pódio

* Alemanha  - 385º pódio.

`Austrália - 117º Pódio.

PÓDIOS DE 2017: Vettel 5, Hamilton 4, Bottas 3, Verstappen 1, Raikkonen 1, Ricciardo 1 ;
Mercedes 7, Ferrari 6, Red Bull 2


PI
T STOPS



* GP da Espanha - 37PitStops

* MELHORES PIT STOPS em Barcelona

XX

* Vitórias em PIT STOPS 2017: Massa (Williams) 3 ; Verstappen (Red Bull)

* Top 3 Cronos na PitLane GP da Espanha

XX

* TOTAL DE PITSTOPS DE 2017 = 188

Pit Stops -> AUS 20 CHI 80 BAR 31 RUS 20 ESP 37



VOLTAS NO COMANDO


Alberto Gea

* 3 Comandantes do GP da Rússia. Vettel 32 voltas, Hamilton 31 e Bottas comandou 3 voltas.

* Lewis Hamilton comandou GPs por 103 vezes. Ele e Schumacher são os únicos pilotos da história a suplantar a marca dos 100 GPs liderados. Lewis 103 em 193 GPs e Schumacher 142 em 306.

* Lewis Hamilton, a par de Schumacher, são os únicos pilotos a liderar mais de 3000 voltas na história.

VOLTAS LIDERADAS EM 2017: Vettel 114, Hamilton 111, Bottas 62, Raikkonen 1 ; Mercedes 173, Ferrari 115.


ABANDONOS



* Tivemos 4 abandonos no GP, 3 por acidente/despiste (Raikkonen, Verstappen e Vandoorne), a outra por motivo mecânico (Motor do Mercedes de Bottas)

* ABANDONOS TOTAL 2017: 27 abandonos (10 por acidente/despiste; 17 por motivos mecânicos). Em 2016 tinham existido 85 abandonos, 30 por acidente/despiste; 55 por motivos mecânicos)


FACTOS ESTATÍSTICOS



* Lewis Hamilton - 12º Hat Trick
(Pole, Vitória e Volta Mais Rápida de Corrida). O único piloto que obteve mais Hat Tricks na carreira foi Michael Schumacher, com 22.

* 5 GPs onde o vencedor de um GP não repete vitória no GP seguinte, é a 1ª vez que acontece desde 2013 quando Mercedes e Red Bull alternaram triunfos entre o GP do Mónaco e o GP da Bélgica.

* Foi a primeira vitória de um piloto repetida nos últimos 11 anos. Em 10 anos seguidos tínhamos tido 10 vencedores diferentes.

* Hamilton, junta-se a Kimi Raikkonen e Fernando Alonso que também venceram por 2 vezes em Espanha.

* Desde o GP de Inglaterra de 2008, ganho também por Hamilton, que não acontecia apenas o Top 3 terminar na mesma volta do vencedor. Na altura hamilton não teve ninguém tão perto quanto Vettel. Nick Heidfeld foi P2 já a 1m08s e Rubens Barrichello fechou a 1m21s. Ainda assim esse GP de Inglaterra decorreu com chuva, diferente da corrida de Barcelona.

* Carlos Sainz terminou nos pontos todos os GP de Espanha que fez. Ele igualou o melhor resultado deste ano com final em P7

* Daniil Kvyat ganhou 10 posições na corrida, de P19 para P9.

* Fernando Alonso pela primeira vez este ano completou uma corrida, com um 12º que é o melhor resultado da McLaren na temporada. A única equipa que continua em branco, ainda sem pontos.

* Pela primeira vez desde 2012 que a Mercedes não ficou com a 1ª fila da Grelha apenas para si.

* Vettel e Hamilton partilharam pódio em 4 das 5 corridas do ano.

* Nenhuma das equipas obteve ainda dobradinha este ano.
Não acontecia desde 2012 (verdade que perdurou até à 16ª corrida, quando Vettel e Webber marcaram dobradinha com os Red Bull)

* Melhor resultado de carreira para Esteban Ocon, P5.

* Melhor resultado de carreira para Pascal Wehrlein P8, igualando o P8 que antes já tinha obtido. 2 resultados nos pontos, portanto.

* Sergio Perez leva agora 15 GPs consecutivos a pontuar. Esta sequência, só mais 8 pilotos na história conseguiram - Alonso, Hamilton, Raikkonen, Reutemann, Ricciardo, Nico Rosberg, Vettel e Webber). Hamilton e Vettel vêm agora com 10 GPs consecutivos a pontuar. Ocon vem a seguir com 5 GPs consecutivos nos pontos.

* Raikkonen interrompeu sequência de 5 GPs a pontuar. Bottas interrompreu sequência de 4 GPs a pontuar.

* Hamilton tem pelo menos uma vitória em cada uma das 11 épocas de F1

* Sergio Perez em P4 e Esteban Ocon em P5, dão pela 5ª corrida este ano pontos duplos à Force India. É a única escuderia além de Mercedes e Ferrari com ambos os pilotos a pontuar nos 5 GPs.

* Únicos pilotos que em qualificação ainda não bateram o seu colega de escuderia em Qualificação 2017? Jolyon Palmer, Kimi Raikkonen, Stoffel Vandoorne e Lance Stroll.

* McLaren está sem vencer há 83 GPs (desde GP da Brasil de 2012 com Button). É o seu maior registo sem vitórias. O anterior datava das temporadas de 1993 a 1997.* 62 GPs consecutivos sem a McLaren no pódio

* 83º GP sem a McLaren na pole position, a maior ausência desde 1994-1997

* A Williams não vence desde o GP de Espanha de 2012 (Maldonado), há 99 GPs.


GRID GIRLS GP DA ESPANHA (link externo via motorsport magazin)



A informação mais vista

+ Em Foco

Os dados do sistema de Informação de Fogos Florestais da União Europeia (EFFIS) indicam que só entre os dias 14 e 15 de outubro arderam cerca de 200 mil hectares.

    Impostos, orçamentos, metas para o próximo ano. A RTP descodifica a proposta de Orçamento do Estado apresentada pelo ministro das Finanças esta sexta-feira.

      Mário Centeno também deixou no ar a ideia de que, na discussão da especialidade do OE2018, seja posto um ponto final nos cortes do subsídio de desemprego.

      Os governos espanhol e catalão além de estarem de costas voltadas entrincheiraram-se em narrativas de auto-justificação absolutamente incompatíveis entre si.