Atlético Madrid opera reviravolta frente a Getafe e assume liderança provisória

por Lusa
Kiko Huesca - EPA

O Atlético Madrid assumiu esta noite a liderança provisória da Liga espanhola de futebol, ao abrir a sexta jornada com um triunfo em casa do Getafe, por 2-1, dando a volta ao marcador no último quarto de hora.

A equipa visitante operou a reviravolta já depois de o Getafe estar em inferioridade numérica, por expulsão do médio Carles Alena, por uma entrada por trás sobre um adversário, graças a um ‘bis’ do atacante uruguaio Luís Suárez, aos 78 e 90 minutos.

Antes, o Getafe adiantou-se aos 45 minutos, pelo central sérvio Stefan Mitrovic, de cabeça, após um cruzamento do compatriota Maksimovic, e de um erro do guarda-redes da casa, Jan Oblak, que largou a bola na saída a um cruzamento e na sequência do lance surgiu o golo.

Mitrovic quebrou a ‘maldição’ do Getafe, que não marcava um golo ao Atlético de Madrid desde 06 de novembro de 2011, ou seja, há nove anos, 10 meses e 16 dias, pondo fim a um ‘jejum’ ininterrupto de quase uma década.

O Getafe precisou de um total de 20 jogos para marcar um golo ao Atlético de Madrid, que acumulou 17 jogos no campeonato e dois na Taça sem sofrer qualquer golo do Getafe.

Pela equipa do Getafe foi titular o médio Florentino, emprestado pelo Benfica, que alinhou durante a partida quase toda, sendo substituído aos 90+3 minutos pelo avançado Dário Poveda, enquanto o compatriota João Félix, que foi expulso na última jornada, frente ao Athletic Bilbau, cumpre dois jogos de castigo e ficou fora das opções do treinador Diego Simeone.

Com esta vitória, o Atlético de Madrid assumiu, provisoriamente, a liderança da Liga espanhola, com 14 pontos, em seis jogos, mais um do que o rival Real Madrid, que pode ultrapassar os ‘merengues’ caso vença na receção ao Maiorca, na quarta-feira.

Em terceiro e quarto lugares seguem o Valência e a Real Sociedad, ambos com 10 pontos, enquanto o Getafe é 19º e penúltimo, sem qualquer ponto, tal como o lanterna-vermelha Alavés.
pub