Gala dos prémios The Best da FIFA em 15 de janeiro em Londres

por Lusa
Reuters

Os prémios The Best de 2023, atribuídos pela FIFA, vão ser entregues no dia 15 de janeiro em Londres, Inglaterra, revelou hoje o organismo que rege o futebol mundial, com o português Bernardo Silva nos candidatos a melhor jogador.

O evento marcará a terceira vez que a FIFA realiza a sua gala em Londres, depois das edições de 2017 e 2018, celebrando ""os melhores jogadores, treinadores, adeptos, golos e atos de fair-play do planeta".

O internacional português Bernardo Silva, do Manchester City, está entre os 12 nomeados para o prémio The Best.

O médio, de 29 anos, vai lutar pelo prémio com os colegas de equipa Julián Álvarez, Kevin De Bruyne, Erling Haaland e Rodri, todos campeões europeus pelo emblema britânico, Ilkay Gundogan, que também conquistou a 'Champions' antes de rumar ao FC Barcelona, Marcelo Brozovic (Al Nassr), Khvicha Kvaratskhelia e Victor Osimhen (Nápoles), Kylian Mbappé (Paris Saint Germain), Declan Rice (Arsenal) e Lionel Messi (Inter Miami), vencedor em 2022.

Na corrida ao The Best feminino, destaca-se na lista de 16 nomeadas Aitana Bonmati, do FC Barcelona, campeã mundial por Espanha, juntamente com as compatriotas Mapi León, Salma Paralluelo, igualmente do 'barça', e Jenni Hermoso, que esteve envolvida em polémica, face ao beijo na boca recebido por Luis Rubiales.

A espanhola Alexia Putellas (FC Barcelona), vencedora em 2021 e 2022, é a grande ausente.

Para melhor treinador masculino, o espanhol Pep Guardiola, que levou o Manchester City à conquista do campeonato inglês, 'Champions' e Taça de Inglaterra, consta no lote de cinco nomes, do qual fazem parte Simone Inzaghi (Inter de Milão), Ange Postecoglou (Tottenham), Luciano Spalletti (Nápoles) e Xavi (FC Barcelona).

Já para melhor treinador feminino estão na corrida ao cetro Emma Hayes (Chelsea) e Sarina Wiegman (selecionadora de Inglaterra), vencedoras em 2021 e 2022, respetivamente, Peter Gerhardsson (selecionador da Suécia), Jonatan Giraldez (FC Barcelona) e Tony Gustavsson (selecionador da Austrália).

Yassine Bounou (Al Hilal), Thibaut Courtois (Real Madrid), Ederson (Manchester City), Andre Onana (Manchester United) e Marc-Andre ter Stegen (FC Barcelona) concorrem ao prémio de melhor guarda-redes.

Já Mackenzie Arnold (West Ham), Ann-Katrin Berger (Chelsea), Catalina Coll (FC Barcelona), Mary Earps (Manchester United), Christiane Endler (Lyon), Zecira Musovic (Chelsea) e Sandra Paños (FC Barcelona) vão lutar pelo galardão de melhor guarda-redes feminina.

O período de avaliação dos indicados nas categorias do futebol feminino foi de 01 de agosto de 2022 a 20 de agosto 2023, enquanto no futebol masculino, o período de avaliação foi de 19 de dezembro de 2022 a 20 de agosto de 2023.


pub